Log In

Programação EUA TeleRatings

Audiência nos EUA entre os dias 13 e 14 de setembro

Pin it

The Jay Leno Show

Em setembro do ano passado, uma decisão da rede americana NBC deixou os fãs de seriados indignados. O canal, no auge de uma crise de audiência e sem dinheiro para investir em novos programas, decidiu que iria lotear cinco horas de sua programação no horário nobre para estrear um novo talk show (sim, mais um), apresentado pelo bonachão Jay Leno.

O resultado acabou com as chances de renovação de algumas séries do canal, como Life e My Name is Earl, provocou revolta dos fãs, foi olhado com desconfiança pela crítica especializada e foi ironizado pelas concorrentes. Mas eis que o The Jay Leno Show estreou nesta segunda-feira e, acredite, deu tudo certo para a NBC.

A coluna mostra ainda os números finais de True Blood, O Rei do Pedaço, Hung, os retornos de One Tree Hill e Gossip Girl e a audiência do Video Music Awards. Vale a pena conferir e discutir!

SEGUNDA – 14/9

A NBC preparou uma operação de guerra para a estreia do The Jay Leno Show e deu tão certo que o canal simplesmente conseguiu ter mais que o dobro da audiência da segunda colocada. Na média da noite foram 3,9 pontos e 10% de share entre o público de 18 a 49 anos – a CBS teve 1,8 e a Fox 1,8, 5% de share cada.

A emissora do pavão preparou um belo lead-in para abrir a noite, exibindo ao longo de duas horas uma eliminatória do reality America’s Got Talent (13,84 milhões, 3,3 pontos 18-49). Às 22h, estreou o Leno estreou no horário nobre. Arrebentando.

A medição preliminar apontou 17,7 milhões de telespectadores e 5,1% da audiência dos telespectadores entre 18 a 49 anos. Mas os números consolidados são ainda maiores: 18,42 milhões de telespectadores e 5,3 pontos de audiência qualificada.

A audiência do The Jay Leno Show superou, por exemplo, a audiência do final de ER. Foi a maior audiência qualificada do canal desde 3 de novembro de 2008, na cobertura da eleição presidencial, e a maior em número de telespectadores desde a transmissão dos jogos olímpicos de inverno, em agosto do ano passado.

Claro, a produção do programa não só foi esperta como foi ágil, e entregou ao telespectador um show repleto de atrações. Mais do que as presenças de Jerry Seinfeld (alguém lembrou do “SeinfeldVision” de 30 Rock?) Rihanna e Jay-Z, a produção trouxe ao programa o Kanye West, o Carlinhos Brown americano, para se desculpar pelo incidente com Taylor Swift no domingo, no Video Music Awards.

Logo, não só a audiência foi alta, como o programa conseguiu ser o assunto da terça-feira na mídia. Bom sinal.

É claro, que o talk show não vai manter esta audiência (especialmente numa noite de quinta-feira, contra The Mentalist e Private Practice) mas eu realmente fiquei surpreso e já começo a pensar que talvez a estratégia da NBC não tenha sido totalmente errada.

* * *

A estreia de Leno acabou esvaziando qualquer expectativa para os retornos, na CW, de One Tree Hill e Gossip Girl.

One Tree Hill parece ter sentido a ausência do casal “Leyton”. Retornou com 2,59 milhões e 1,2 pontos. No ano passado, a sexta temporada estreou com 3,14 mi e 1,6 ponto – aliás, episódio este que passa esta noite no Brasil, na Fox. Em maio, a sexta temporada terminou com 2,63 milhões e 1,3 ponto. Será o começo da decadência de One Tree Hill?

Gossip Girl retornou melhor que Tree Hill, com 1,4 ponto no demo 18-49 e 2,52 milhões de telespectadores. Se recuperou, portanto, do fraco desempenho da season finale passada (quando deu 2,23 milhões e 1,1 ponto). A CW, no entanto, comemorou mesmo o fato de que um punhado a mais de garotas voltou a assistir a série. Na amostragem de mulheres de 18 a 34 anos a série cresceu 0,1 ponto percentual, voltando a índices de dezembro de 2008.

* * *

Para registro: na segunda-feira, na programação diurna, o The Oprah Winfrey Show estreou sua 24ª temporada com sua melhor audiência em quase dois anos. 8 pontos de household ratings e 12% de share. Traduzindo: 8% dos televisores estavam ligados no meio da tarde, sintonizados na Oprah. O destaque foi uma entrevista com a Whitney Houston.

DOMINGO – 13/9

Voltando um dia, no domingo aconteceram algumas coisas que valem registro. A NBC exibiu a primeira partida de futebol americao dominical da temporada no Sunday Night Football – Bears vs. Packers teve 7,5 pontos no demo 18-49, desempenho 1 ponto superior ao da estreia no ano passado. Veja bem, a NBC começou com o pé direito mesmo a temporada.

A Fox programou os dois últimos episódios inéditos de O Rei do Pedaço (King of the Hill), que tiveram 2,9 pontos de audiência qualificada e 6,11 milhões de telespectadores – e não entra na minha cabeça como uma série com este bom desempenho pode ter sido cancelada.

Na TV por assinatura, o destaque foi a audiência fantástica do 2009 MTV Video Music Awards. Transmitido em rede pela MTV, MTV2 e VH1, o programa teve média de 11 milhões de telespectadores – a maior audiência desde 2002. De acordo com nota de MTV, 26,9 milhões de norte-americanos assistiram a algum pedaço da premiação ao longo da transmissão.

E True Blood? A segunda temporada se despedediu com sólidos 5,1 milhões de telespectadores (a série perdeu um pouco de audiência, talvez pela concorrência do VMA). Mas o crescimento em relação a season finale do primeiro ano foi de 100%, o que sedimenta a série como o grande hit da HBO pós-Sopranos.

Hung também encerrou bem a temporada, com 2,9 milhões de telespectadores. Não tenho como confirmar, mas o Broadcasting & Cable aponta que foi a melhor audiência de uma série estreante da história da HBO – considerando 9 milhões de telespectadores na média somadas reprises, DVR e on-demand.

Volto qualquer dia desses, com mais números.

Coluna editada a partir de número fornecidos pelo instituto Nielsen (dados de exibição ao vivo mais programas assistidos em DVR no mesmo dia) e com informações do TV by the Numbers, Broadcasting & Cable e do The Futon Critic.

Séries citadas:

É jornalista, pós-graduado em Jornalismo Digital pela Pucrs e trabalha com produção de conteúdo para Internet desde 1995. É editor de internet do Jornal do Comércio, de Porto Alegre. Fundou o TeleSéries em agosto de 2002. Na época, era fã de The West Wing, The Shield, Família Soprano e Ed. Atualmente é viciado em The Good Wife, NCIS, Game of Thrones e Parks and Recreation.

22 Comments

  1. Bruno Costa

    kd os numeros de true blood e do vma???

    Resposta do Editor: Ops, truncou o texto, acabei de corrigir.

  2. Bruno A.

    “A coluna mostra ainda os números finais de True Blood, O Rei do Pedaço, Hung”

    Paulo, acho que você esqueceu disso.

    Quanto a HUNG, a HBO está dizendo que foi a maior audiência de uma série em seu primeiro ano na história do canal. Legal, porque o show é bem divertido.

  3. Rafa Bauer

    Eu acho que a tendência é de a audiência do Leno cair, e cair muito ao longo da temporada. Já houve uma época em que eu gostava da NBC. Agora eu só torço contra (com exceção de Friday night lights, é claro, mas essa já está renovada por suas 2 última temporadas).

  4. anderson

    Obvio q Jay leno nao vai ficar nem com metade dessa audiência. Mas a CW patinando ja me deixa feliz.

  5. Lucía

    Gostei dos 1° episódios de OTH e GG… vamos ver como segue a temporada!!

  6. Claudemir Antonio Zamproni

    Fiquei feliz com os números de “TRUE BLOOD” e “HUNG”… Acompanhei e adorei as temporadas destas duas séries. F A N T Á S T I C A S !!!!!!

  7. Nanda

    Quais são as maiores audiências da CW? Supernatural, Smallville e agora VD.

    E os girlie shows da Dawn patinam. Nada contra GG e afins mas isso me dá uma satisfação imensa. A CW gasta um dinherão promovendo Melrose, 90210, e quase nada para SN e SV. E mesmo assim eles saem por cima.

    Quanto ao Leno aposto que não manterá essa audiência. Odeio essa jogada da NBC, tomara que dê errado. Eu só não torço contra a NBC por causa da minha amada THe Office. Fora isso a emissora pode implodir.

  8. Renato

    Putss, pelo jeito gg naum começo mtu bem.
    E eu até q gostei do 1º episódio, mas naum me surpreendeu tanto. Mas to torcendo pra ela consegui melhora logo.

    PS: to ancioso pela estreia de TBL. :P

  9. Marcelo

    P/ que “torcer contra” emissora x??

    Espero que todas alcancem o sucesso nessa temporada, independente de terem uma estratégia de marketing tal, ou optarem por um público alvo y.

    Realmente digna a audiência do Jay Leno
    Torço p/ a ABC e a NBC recuperarem a audiência perdida nos últimos tempos, e assim ficaram de igual p/ igual comn a FOX e a CBS.
    CW mandando bem na medição das “mulheres jovens”!

  10. Pedro Paulo

    A audiência do Leno superou e me surpreendeu, mas dizem que isso tudo foi por causa do Kenye West pedir desculpas pra sei lá quem aí. Eu tô torcendo para que dê certo só pra tirar meu pavãozinho querido do buraco.

    Sobre Hung, acompanhei TODAS as reviews do Série Maníacos (em que são bem realistas) e diz que o 1 ano da série foi bom, mas precisa ainda dizer a que veio, decepcionou um pouco. Por isso estou pensando se assisto ou8 não (Grças a eles que não assisto e nem penso em assistir Hawthorne, dizem que é uma série que chega a dar medo de tão ruim).

    E eu fico impressionado como os americanos dão valor á TV A CABO deles (pena que no Brasil, vive meio no ostracismo).

    Com o VMA, a MTV tão esquecida, surge do nada. A UNIVISIÓN vai bem no Grammy Latino, a HBO detonando com True Blood, o AMC detonou com a premiere de MM, Burn Notice e Royal Pains, fora The Closer, tem índices maiores que os recordes de certas tv abertas (a.k.a. CW). Os americanos vivem me surpreendendo, tanto bem quanto mal.

  11. Fernando dos Santos

    Como a maioria, eu também preferia que a NBC tivesse mantido o horário das 2 horas reservado para as séries ao invés de colocar talk-show.
    Mas poderia ser pior, eles poderiam por exemplo ter colocado neste horário mais um reality show(sinônimo de programa ruim).

    True Blood é diversão pop de primeira qualidade e merece este sucesso de público.

    “A CW gasta um dinherão promovendo Melrose, 90210, e quase nada para SN e SV. E mesmo assim eles saem por cima. “(2)
    Eu também torço pelo fracasso dos girlie shows da CW.

  12. douglas

    eu sou dakeles q torce para o sucesso dos canais. quem ganha com isso somos nós. com mais dinheiro os canais conseguem fazer shows cada vez melhores. pelo menos é assim q entendo! se cada um for torcer pra derrota do canal x ou y vai sobrar canal do tempo e tv senado pra gnt assistir. ;)

  13. Renan Gama

    O VMA arrassouu….tbmm foii mtoo bom esse ano
    Ameii…com a Madonna abrindo falando do Michael, ai vem o Kanye e estraga a noite da Taylor (mtaa brexa), depois vem a Gaga toda sagrando kkkkk e depois a louca da Beyoncé tendo um ataque no palco…kkkkkkk
    O último VMA q presta q eu lembro foi o de 2003, com o famoso beijo de Madonna, Britney e Christina.
    Agora One Tree Hill já passou do ponto tem q ser cancelada logo. Gossip Girl é mtoo bom, espero q a audiência suba no decorrer da temporada.
    To pasmo com True Blood 5,1 milhões mtoo bomm pra um canal fechado é praticamente o dobro q de Gossip Girl e One Tree Hill q é em canal aberto…
    Meo Deus…mas tbmm a série mtoo boaaaa
    vale a penaa
    Não chego a hora de voltar passar Desperate Housewives, Grey’s Anatomy e The Mentalist

  14. Pedro Paulo

    Ainda bem que True Blood é uma série POP com a qualidade HBO. Se fosse na tv aberta, já teria perdido qualidade tanto de interpretações quanto de roteiro há muito tempo.

    Pra mim a HBO é um nível acima de todos os canais dos EUA. Eles tâm a manha.

  15. Cesar

    Em tempos bicudos, a solução da NBC foi inteligente. Mas não dá para dizer se será um sucesso eterno ou não. É possível que tenha altos e baixos. Mas o mais importante é que tanto a BNC como as demais passem por este momento de forma financeiramente consistente e possam voltar a investir em outros shows quando o sol voltar.

  16. Vincent

    P/ que “torcer contra” emissora x??

    Espero que todas alcancem o sucesso nessa temporada, independente de terem uma estratégia de marketing tal, ou optarem por um público alvo y. [2}

  17. Pingback: Audiência nos EUA entre os dias 15 e 17 de setembro » TeleSéries

  18. Aninha Melo

    o destaque foi a audiência fantástica do 2009 MTV Video Music Awards […] o programa teve média de 11 milhões de telespectadores – a maior audiência desde 2002.

    Isso graças ao nome Michael Jackson, pois sua última aprição foi em 2002 no VMA, e agora, que foi anunciado uma homenagem à ele..

    OTH ficou sem sentido mesmo com a falta de Leyton.. mas fazer o quê né? Foi a mesma coisa quando a Mischa saiu de The OC, que aliás nunca me conformei com o cancelmente de The OC, foda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account