Log In

Opinião

Atualmente, não há série melhor do que The Office

Pin it

Rain Wilson em The Office

Rain Wilson, o Dwight de The Office, apresentou o Saturday Nigh Live e a promo do canal Sony, infelizmente, o tratou como um reles desconhecido. Pena. Não existe uma verdade absoluta e tenho noção do perigo que pode ser esta minha afirmação: atualmente, não há série melhor do que The Office – e talvez mais gente pudesse corroborar com minha idéia se essa série não fosse exibida num canal de público tão pequeno quanto oFX.

The West Wing venceu por quatro vezes consecutivas o Emmy de Melhor Drama e era um dos shows mais “odiados”. Outros premiados como 24 Horas, Lost e Grey’s Anatomy têm seus detratores. Também no bolo, outros sucesso de audiência como os CSIs, House e American Idol não são nada unânimes. Sabendo que não há uma verdade absoluta, por que digo com tanta certeza que The Office, vencedor do Emmy de Comédia e que mostra o dia-a-dia dos funcionários da empresa Dunder Mifflin, é o melhor programa da TV? Dizer apenas que o programa é gostoso de se assistir e sempre deixa um gostinho de quero mais é insuficiente. Por isso, apresento cinco breves motivos:

5ª-O estilo documental: É inovador. Uma equipe de documentário filme o dia-dia dos vendedores de papel de uma empresa em Scranton, Pensilvania. As neuras e peculiaridades dos personagens, sejam os protagonistas, sejam os coadjuvantes, são levadas ao ar da maneira mais engraçada possível. O depoimento de cada um deles, relatando suas rotinas da maneira que, grosso modo, falariam ao psicólogo, é simplestemente brilhante. Infelizmente, nunca tive oportunidade de assistir ao original britânico. Posso ter perdido algo sensacional, mas mais do que me satisfaço com a versão americana.

4ª-Os coadjuvantes: Toda série, além fortes coadjvantes, precisa de um elenco de apoio e The Office não tem do que reclamar. Kelly, a indiana matraca imatura; Angela, beata de cunho quase nazista; Toby, o pobre coitado divorciado do RH; Kevin, o contador gordo e careca que basta dar as caras pra nos fazer rir; Stanley, o vendedor que basta abrir a boca pra darmos risadas. Os personagens são tridimencionais, bem construídos e… há quase uma sentimento de pena por eles não existirem na vida real. E olha que isso é uma comédia!

3ª-O chefe Michael Scott: Imagine alguém carente, com mentalidade de uma criança de 10 anos, que se acha a pessoa mais engraçada do mundo e quer ser amigo de seus funcionários, mas na verdade é um boca suja, inconsequente e sem noção, que adora criar situações embaraçosas a cada momento. Se você ainda não viu Michael Scott em ação, não dá pra imaginar como ele é em ação. Brilhantemente interpretado por Steve Carell, Scott é a pessoa que você ama odiar. Ou talvez odeie amar. A proposta desde texto é ser curto e, por isso, infelizmente, não há espaço pra citar 1% do que este cidadão já aprontou.

2ª-O casal Jim e Pam: Bree e Orson em Desperate Housewives. Luka e Abby em ER. Kate e Sawyer em Lost. Qualquer médica de Seattle Grace com um McGalã em Grey’s Anatomy, pode procurar, mas não existe nenhuma casal mais gostoso de se acompanhar do que o formado por Jim e Pam em The Office. Jim é o garotão bom-moço que adora pregar peças no trabalho. Pam é a simpática recepcionista do escritório e simplesmente a personagem mais doce e agradável da televisão. O problema dos dois é que ambos nunca estão solteiros ao mesmo tempo e parecem funcionar apenas quando são melhores amigos um do outro.

Em toda série que se preze, é necessário um romance em algum ponto de sua trajetória. Não digo que o foco do relacionamento seja a coisa principal, mas quando ele existe e é agradável ajuda e muito no desenrolar da série. Sem temer nenhum pouco pela minha masculinidade, sou capaz de dizer que já fiquei com os olhos marejados com algumas situações envolvendo estes dois. Não é taxativo, como a Sony fez; ou Mente Perigosa, ou Macho de Respeito. Todos que acompanham este casal eventualmente se emocionam.

1ª-Dwight Schrute: Apenas alguém como Dwight pra idolatrar alguém como Michael Scott. Dwight é um matuto obcecado pelo trabalho, onde faz tudo certinho, de maneira pragmática. Além, claro, de ter a mentalidade de alguém de cinco anos e endeusar seu chefe. Schrute é uma figura e, no mundo perigoso das comparações, coloco-o num nível acima de personagens clássicos como George Constanza ou Chandler Bing. Ele é interpretado pelo “ilustre desconhecido” Rain Wilson, okay?

Em The Office, Dwight aumenta o padrão da comédia seja com sua ignorância, seja com sua ingenuidade. Dwight é alvo dos mind-games de Jim, que já o convenceu de estar trabalhando pra CIA, receber mensagens de sí mesmo vindas do futuro, ou mesmo acreditar que Jim tivesse poderes telecinéticos ou tivesse virado um vampiro. Acredito que seja humanente impossível assistir um episódio de The Office sem dar uma risada. Acredito que seja mais difícil ainda não achar Dwight o personagem cômico perfeito.

Diferente pra uma comédia, navegando entre um humor inteligente e as vezes infantil, The Office é com certeza a melhor coisa que está passando na TV (mesmo eu sabendo o perigo que pode ser fazer uma afirmação como essa). Ainda não têm o índice de audiência que mereça, mas, pelo menos, já foi reconhecida pela academia e tem seu Emmy. The Office vai ao ar, infelizmente no relativamente restrito, pelo canal FX, às terças, 23h30 e reprisando domingo às 21h30. Reprises diárias das temporadas anteriores vão ao ar de segunda à sexta às 16h e às 20h.

Séries citadas:

63 Comments

  1. Lucas "Gandalf" Leal

    Cavalcante vc não poem a The Office Uk na lista?
    ou nunca viu?
    bom não vou entrar na polemica adorei o texto… e concordo com 90% do escrito
    só postei pra comentar uma coisa “nunca tive oportunidade de assistir ao original britânico”
    bom crie essa oportunidade vc não vai se arrepender, se vc acha o Carell como Michael sem noção é pq vc não viu o David do Gervais…com ctz ele é muito mais constrangedor…apesar de ser menos ‘palhaço’ porém ele consegue ser ainda mais sem graça e idiota hehe
    enfim VEJA!que vc não vai se arrepender

  2. Matheus Borges

    Clap. Clap. Clap. Concordo com tudo que você disse. The Office é uma série tão gostosa de assistir, só não acho que seja melhor que séries como Seinfeld. Um ponto que foi colocado foi você nunca ter assistido ao Office original. Na verdade, a versão britânica é muito mais “sexual”, um humor muito mais sutil e ácido. Mas é ótima. Na minha modesta opinião, o elenco americano ficou melhor que o britânico, havendo um notório desenvolvimento de personagens menores e, assim, fez a série americana ser melhor que a britânica.

  3. Amanda

    Eu conheci The Office há mais ou menos um mês e ela é simplesmente a melhor série que eu já assisti!!! Engraçada e inteligente!!!
    E sim personagens são fantásticos, só tenho que discordar com vc em uma coisa, se a gente parar pra pensar os personagens existem na vida real sim… lembra do Office Olympcs? em que a Pam fala que o Jim é um cara incrivel e que o unico problema é ele trabalhar na Dundler Miflin… Isso infelzmente existe…
    O mais interessante de The Office é que além de ser engraçada ainda é um crítica ao sistema de trabalho que tenta ser moderno e “familiar” mas ainda é uma droga…

  4. Paula

    Por que não saiu nada na imprensa mencionando que já está disponível para venda no Brasil, com legendas em português, e os 22 episódios, a segunda temporada de The Office? TOTALMENTE EXCELENTE!!!! Já comprei o meu hoje… quase 8 horas de risadas e inteligência pura.

  5. Grazi

    Amo The Office, tudo no seriado é bom: os atores, o roteiro, a maneira como é filmado etc etc.
    Entendo que tenha gente que não goste mas assim, tenho uma dica.
    Tente baixar a primeira temporada (seis episódios) quem sabe mais alguns primeiros da segunda. èga uma tarde livre e assiste numa tacada. Tenho certeza que muita gente que não dá nada vai se apaixonar. Apesar da palhaçada,The office é o tipo de comédia sutil. a graça está na personalidade de cada personagem nas manias, nas tiradas…pra isso tu precisa entrar na história…. Imagino que realmente não tenha graça vendo um episódio perdido na TV.

  6. LJ

    E uma serie otima! Concordo plenamente. O final da temporada nao era para ter 1 hora de duracao? Espero que mudem o horario, realmente merecia um canal mais em evidencia…

  7. Lucas

    porque o senhor celso contou como termina a 3 temporada?
    é muita burrice mesmo…

  8. Guilherme

    Sem duvida The Office é a série mais engraçada da TV , muito muito bom e viciante , cara , se a dunder mifflin existisse eu ia querer trabalhar lá .

  9. Luciana

    Amo THE OFFICE e tb acho que é a melhor série de humor desde SEINFELD…Muito bom, fica melhor a cada temporada!

  10. Giovana

    Nossa, cara! Tva aprecisando ler algo assim, saber que existem pessoas que colocam The Office acima de qualquer seriado no mundo, como eu! Muito, muito bom!!! e cada vez melhor!

  11. Raquel

    Opa!
    Se ainda não tem um ano do último comentário, não seria tão atrasado escrever só agora sobre o post, seria? rs..

    Eu sempre soube da existência do programa, sabia do original britânico, adorei Extras qndo passou na HBO (o que é aquele episódio final? Demais!). E como sou fã de inúmeras outras séries e leitora assídua deste e de outros sites e blogs sobre o tema, vi centenas de vezes a cara do Michael Scott e cia ilustrando textos.

    O fato é que não tenho o FX e só agora resolvi comprar as três primeiras temporadas de The Office para desencalhar no assunto.

    E simplesmente não consigo parar de assistir!!!

    Concordo totalmente com o texto apesar da época em que ele foi escrito, já que não sei como anda a qualidade da série hj em dia – mas espero que esteja mantendo o excelente nível.

    Me pego rindo sozinha altas horas da madrugada com as tosquices brilhantes dos episódios e atuações.
    O que é aquele chefe? E Dwight? Agora sei porque Steve Carel está em quase toda lista de indicações. E premiações.
    Adoro Jim e Pam, que fofo foi ele se declarando pra ela no final da 2ª temporada, revi várias vezes a cena, com lagriminhas nos olhos e tudo.. eheheh.
    Também foi legal ler nos comentários sobre quem é o Creed, imaginei mesmo que ele fosse um tipo de sátira a si mesmo, mas ainda não tinha pesquisado sobre o ator.

    Enfim, The Office me fisgou totalmente. E a grande novidade é que eu tinha quase 100% de certeza de que isso iria acontecer!

    Sei que estou bem atrasada, mas posso confirmar com todas as letras o título do Thiago: Não há série melhor do que The Office.
    Pelo menos não em comédia. ;)

  12. Demetrius

    Melhor seriado que já vi. Devoro cada segundo de todos os episódios, cada frame. Só acho que a série se concentra muito em cima do Michael Scott, um gênio, que está muito bem acompanhado pelo Dwight, pra mim o mais engraçado da série. Pena que nas últimas temporadas ele tenha ficado muito esperto, perdendo um pouco daquela ingenuidade que tando me cativou na segunda e terceira temporada. Torço que com a saída do Steve Carrel eles dêem mais importância para ele. Devo ser um dos únicos, mas adoro a Kelly Kapoor (Mindy Kaling), acho ela uma graça, além de muito inteligente, pois sei que escreve vários episódios para o seriado, espero que a aproveitem melhor também.

  13. Fabio

    Gosto bastante da série The Office, mas acho o personagem Dwight forçado demais. Seria mais engraçado se não fosse tão idiota. O ator é bom, mas o papel é muito inclinado para a comédia americana (claro!). Se fosse apenas o cara certinho, puxa-saco, metódico e esquisito já seria suficiente. Não tinha necessidade de ser debiloide também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account