Log In

Especiais Opinião

As primeiras impressões de ‘Men at Work’

Pin it

Quando a TBS anunciou a produção de Men at Work eu me interessei a assistir. O canal, que ganhou um reforço com a transferência da veterana Cougar Town para sua grade, tem investido bastante em comédias. E a premissa “séries sobre amigos, feitas para homens”,  me chamou atenção confesso. Mas na prática, a série passa longe … muito longe… de prender a atenção dos telespectadores e os divertir. Isso porque Men at Work tenta usar as melhores táticas das séries de comédia de grande sucesso, mas de um jeito nada atraente. E aí, ela cai no esterótipo “mais do mesmo”, e o que poderia ser engraçado, fica totalmente entediante.

A série, criada pelo ator Breckin Meyer e da produtora executiva de Happy Endings Jamie Tarses, conta a história de quatro amigos com personalidades totalmente diferentes, tendo o trabalho como plano de fundo e elemento que os une. Milo (Danny Masterson) ganhou o foco no episódio piloto – o personagem termina um namoro, e a partir daí os seus amigos fazem de tudo para tirá-lo da depressão. O plot é até legal, mas não funciona. Aliás, nada na série funciona. A começar pelo elenco. Masterson não tem carisma com seu personagem e seus outros três companheiros, Michael Cassidy, Adam Bush e James Lesure fazem piadas tão forçadas que até rir é algo desanimante.  Em segundo, a série ficou tão preocupada em delimitar o seu público nesta história inicial que acabou se perdendo, e infelizmente não saiu do esteriótipo “mais do mesmo”. Piadas do estilo Two and a Half Men mescladas com How I Met Your Mother definitivamente não deram em coisa boa.

As outras histórias dos amigos consistiram em Gibbs (Lesure) se gabar por pegar a empregada de Tyler (Cassidy) e terminar em uma piada sem sentindo e sem graça, que eu fiquei me perguntando “sério que foi por isso?”. E os problemas sexuais de Neal (Bush), que não gosta de falar sacanagem na hora do sexo – tentativa de criar um personagem “nerd” e “tímido” para que parte do público se identifique (a mesma tática usada em The Big Bang Theory).  E claro, não podia faltar a fórmula ‘papo de café’, batida desde o final de Friends, e reaproveitada (sabiamente em um bar) em How I Met Your Mother, que foi muito, mas muito mal aproveitada. Isso porque, os personagens não parecem estar conversando entre amigos, e sim lendo piadas de um roteiro pronto.

Ehr … ok! Só de lembrar destas histórias, eu desanimo de continuar… A TBS está colocando fé na série, e não esconde sua animação. Mas olha, se continuar neste ritmo, a comédia sitcom não vai passar dos 10 episódios encomendados. O conselho é, se você estiver com outras séries para ver, não perca seu tempo. Mas, se você realmente não tem outra coisa para ver, assista, não vai fazer mal. Mas claro, aviso que é por sua conta e risco.

Séries citadas:

Mineiro, professor e aficionado por séries. No TeleSéries resenha as séries Hawaii Five-0 e Saving Hope. Mas também é apaixonado por Grey's Anatomy,'CSI, Rookie Blue, The Vampire Diaries, The Good Wife, Homeland, The Walking Dead e muuuitas outras...

11 Comments

  1. Anderson Narciso

    Mari, como eu disse, se tiver “atoa” das séries pegue para ver. Se tiver outras coisas para assistir não perca o seu tempo. Porque a série exageradamente usa de fórmulas bem batidas e que para mim, já não tem um pingo de graça! Talvez para os que não acompanharam Friends durante 10 anos, não assistam How I Met Your Mother durante 7 anos, ou seja qualquer outra sitcom, tenha bastante graça … mas esta série esta fadada ao fracasso na minha opinião! xD

  2. Tiago Oliva

    Eu não assisti ao episódio, mas já dava pra saber que não sairia nada que preste. Há tempos eles tentam emplacar uma série sobre o mundo masculino. A que chegou mais perto de conseguir algum sucesso foi Men of a Certain Age, mas como os protagonistas era mais velhos, os temas eram meio limitados. Não entendo isso. Os produtores sempre conseguem fazer série sobre mulheres e nunca conseguem fazer sobre homens.

  3. Anderson Narciso

    Verdade isso … mas sabe que, eu até tive uma ponta de esperança que esta série funcionasse… eu vi outras críticas elogiando a série, e para quem dê oportunidade a ela, ela pode até crescer – acho difícil confesso! Mas eu não dei UMA RISADA se quer neste episódio, e olha que estava de excelente humor hehehe … na minha humilde opinião ela realmente não funcionou!

  4. Rubens Rodrigues

    Quando não gosto de um pilot penso em ver mais um ou dois episódios pra avaliar melhor se a série vale a pena, mas dessa vez, eu não sei porque o piloto realmente não foi engraçado. Eu só me animei pra assistir por causa do cara que fez o Hyde em That ’70s Show, mas acho que vou parar por aqui mesmo. Deixa eu continuar com minhas maratonas de The Good Wife e Spartacus que ganho mais! :P

  5. Lívia

    Adoro ‘Men At Work’, mesmo sendo meio suspeita porque simplesmente amo Danny Masterson. Mas sério, adoro as piadinhas que você pode achar ‘mornas’ ou algo do tipo, que são leves, mas não ao extremo.
    Acho que eles têm muito talento e até mesmo já estão indo para a 2ª temporada.

  6. Lucas Natan

    Quando vc falou que a técnica “papo de café” foi mal aproveitada, se referiu a “Men at work” né?!

  7. Will

    concordo com a Livia, acho q não tem q ficar muito nessa de achar que o “papo de café” é pra seguir a idéia de friends, pq vale destacar que no caso de Men at work, mesmo se tirar o café, a série segue numa boa, o contrário de Friends onde para praticmaente quase todo mundo o que vem a cabeça é o famoso Central Perk, quero deixar claro que adoro as 2 séries, mas acho q men at work tem muito potencial, sendo que os atores são muito bons e sempre podemos nos surpreender, como no caos de How i met your mother onde o Ted praticmaente ficou em segundo plano sendo que podemos falar a história agora é quase que dominada pelo Barney

  8. marcelo salles

    Comecei a assistir por falta de algo melhor, realmente a série é bem fraca, porem conforme vai assistindo até que se começa a gostar da série e acompanhar um pouco mais de perto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account