Log In

Reviews

As primeiras impressões da nova temporada do ‘MasterChef Brasil’

Pin it

Com um mega espaço de duas horas em televisão aberta, o MasterChef Brasil marcou a estreia de sua segunda temporada na noite da última terça (19/5), na TV Bandeirantes. Sucesso na primeira edição, o reality show de cozinha, baseado no formato original britânico que já tem versões em diversos outros países, teve um grande aumento no número de inscritos e viu o contador de tweets passar da casa de 150 mil só em seu primeiro episódio.

Repetindo a fórmula que tornou o programa famoso em 2014, a chegada da segunda temporada foi marcada por incontáveis momentos de expectativa, doses bem servidas de drama e comédia e uma identidade visual impecável. Tudo, é claro, embalado pela narrativa emotiva da jornalista Ana Paula Padrão e pelas falas de efeito do juri formado, mais uma vez, pelos chefes de cozinha Erick Jacquin, Henrique Fogaça e Paola Carosella. E também por muita trilha sonora e cortes de impacto (como não poderia deixar de ser).

Após um especial ao vivo de cerca de 20 minutos, que contou com cenas de bastidores, entrevistas e a participação de Mohamed, um dos competidores de 2014 que ficou bastante conhecido pelo público, o MasterChef começou com a fase de triagem de 75 candidatos já pré-selecionados. Entre escolhas gastronômicas diversas e ousadas – só para começar, já saíram pedidas como coelho, moqueca de enguia, pacu e polvo –, o primeiro episódio de 2015 mostrou também diversidade de competidores – nervosos, chorões, perfeccionistas, faladores, boa gente, piadistas, confiantes.

Para a próxima terça, o programa promete fechar o time de 18 cozinheiros que, nos próximos meses, vai vestir o dolmã (a tradicional roupa de chefe de cozinha) e batalhar com as panelas pela conquista do título de Master Chef Brasil, além dos super prêmios anunciados muitas e muitas vezes ao longo de todo o programa (os patrocinadores agradecem!).

Se você perdeu a primeira noite, fique tranquilo. Semana que vem certamente terá recap antes do suspense pelo preenchimento das últimas vagas da competição. A expectativa é de que as tarefas deste ano sejam mais difíceis e que os chefes sejam ainda mais rigorosos. Nada mais justo, afinal, o programa já passou pela primeira prova e a galera parece ter gostado. E está faminta por (muito!) mais.

Séries citadas:

formada em jornalismo, trabalha como revisora e, sempre que tem oportunidade, adora falar, escrever e estudar sobre comida. Nas horas vagas, também gosta de exercitar os talheres e os copos. Compartilha suas receitinhas caseiras no blog Panela de Pau. Saudosa irreparável de Friends e Barrados no Baile, atualmente acompanha Homeland, Suits e House of Cards.

Website: http://paneladepau.com.br

3 Comments

  1. Paulo Serpa Antunes

    Pra mim foi uma surpresa eles terem terminado com aquela primeira fase, de comer na rua. Ficamos meio sem saber qual foi o critério para selecionar os candidatos.

    Agora, acho que eu vou parar de ver ao vivo e gravar. A Band sacaneia demais com este hábito de retardar o início do programa até terminar a novela da Globo. E termina sempre tarde demais…

  2. Claudia Braga

    Eu queria ver, porque adoro esses programas de culinária, mas acabei esquecendo!!

  3. Onofre Ricardo

    Na verdade, agora é a melhor hora pra começar a assistir. As fases preliminares são legalzinhas, porém a competição em si, que começou semana passada, é a parte realmente boa.

  4. isabel

    Em Portugal está a passar o Masterchef 2015.Fiquei espantada com o júri que aprova ou não a entrega dos aventais.

    Como é possível que um país com tantos milhões de habitantes o júri seja uma argentina, um francês e outro que não se sabe bem a nacionalidade.

    Será que no meio de tantos milhões não arranjam chefes credenciados Brasileiros que apreciem a verdadeira cozinha barsileira???????

    Um espanto!!!!!!!!!!

    Isabel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account