Log In

Opinião

Apresentando Erica

Pin it

Being Erica

O que você faria se pudesse voltar ao passado? Erica sabe.

Se alguém aparecesse na sua vida e te oferecesse a oportunidade de voltar no tempo para refazer todas as besteiras cometidas, certamente você aceitaria. Mas você teria coragem de comprometer as coisas boas do presente em favor da possibilidade de consertar as ruins do passado? Bom, Erica Strange, da série de TV canadense Being Erica, não pensou duas vezes ao responder a essa pergunta.

Erica é uma mulher de 32 anos que viveu uma vida regida por más decisões. Possui diploma em língua inglesa, mas trabalha na área de prestação de serviços. Até ser despedida por ser qualificada demais para o cargo, levar um fora do cara com quem ia sair, chorar o que não podia debaixo de chuva e, alérgica, comer um bolo de nozes e ter uma parada respiratória. Tudo na mesma noite. Ufa! Não deu outra: foi para o hospital. Internada, ela encontra Dr. Tom, psiquiatra que sugere a ela procurar um profissional, como ele, para aprender a lidar com todos os traumas e arrependimentos que carregava. Mas o que ela não poderia imaginar é que ele tinha a habilidade de enviar a mulher de 32 anos ao passado para reviver tais situações e alterá-las, fosse no corpo de criança, de adolescente ou do início da vida adulta.

A série, protagonizada por Erin Karpluk, fala sobre viagem no tempo. Assunto batido em um mundo dominado por Losts, Fringes e Flash Forwards da vida, não fosse a maneira romântica e envolvente como a questão é tratada aqui.

Com uma temporada completa e renovada para mais 12 episódios previstos para estrear em setembro, o que segura e dá consistência à Being Erica é o tom de fantasia descompromissada tão ausente nas produções que alcançam grande público hoje. No entanto, até mesmo para uma série que se propõe fantasiosa, resta a pergunta: ao voltar ao passado com o conhecimento do presente para reviver e consertar situações que a traumatizaram, conseguiria Erica alterar os eventos tal como os imaginou ideais?

A resposta, definitivamente, não interessa à protagonista. Do alto do seu romantismo e da visão inocente que guia seu modo de enxergar o mundo, Erica está mais preocupada em tentar. Tentar encontrar o cara perfeito, o emprego certo, passar mais tempo com irmão que morreu ainda adolescente e se acertar com a família desestabilizada.

Being Erica, que vai ao ar na CBC canadense e na SoapTV nos EUA, é uma série simples sobre viver, arrepender-se e desejar ter o direito de refazer tudo o que não deu certo. Há um pouco de Erica Strange em cada um nós, do mais sonhador ao mais pé no chão. A cada porta aberta ao passado pela protagonista, ela abre outra para o telespectador torcer, sentir raiva, chorar e sorrir com ela. E, ao final, quem ganha é o público por ter a oportunidade de conviver com uma personagem tão envolvente e bem construída.

Séries citadas:

24 Comments

  1. Regina Monteiro

    Rafael
    Ótimo texto.
    Se a série for metade do que seu texto é já vai valer a pena ver.
    Vai ser exibida em algum canal por aqui ou só baixando mesmo?

  2. Flávio Santos

    Acho q não vai interessas só as mulheres não… fiquei interessadísimo. Promete!
    Já tá na minha must-see list

  3. Mônica A.

    Fiquei interessada.
    Repetindo a pergunta da Regina, vai ser exibida por aqui ou sóbaixando mesmo?

  4. pedroluiz02

    Gostei, postagem simultanea no site e no Twittwer…Vamos aguardar a estreia provavelmente num dos canais da familia, Fox,
    Companheiros colaboradores , tentem essa outra midia.

  5. Luciana B

    Eu assisti a temporada completa (tem disponível em blogs aqui no Brasil) e posso garantir que a série é deliciosa. Como a protagonista é mulher e os assuntos não envolvem tiros e crimes, é provável que o alcance da série se limite ao público feminino. Mas é certeza que todos irão se identificar imediatamente com a Erica Strange e com certeza, “todos” gostariam de poder voltar ao passado e mudar algumas coisas… Estou aguardando a 2 season estrear, ansiosa para rir, me divertir e até sentir inveja de Erica

  6. Cristina

    Nossa que review mais bem feita! Fiquei louca para ver essa serie vou atrás!

  7. Victor

    Assim como a Luciana, já terminei de ver a temporada e posso dizer que vale, sim, MUITO a pena ver essa série.

    É incrível ver como ela evolui do primeiro episódio da temporada, graças a um roteiro muito bom e ótimas interpretações (inclusive da Erin Karpluk, que está sensacional tanto em drama quanto em comédia). E, para mim, é a melhor estreia da temporada passada.

    Assistam, acredito que não vão se decepcionar.

  8. Pedro Paulo

    Puxa… essa review me emocionou… ainda mais quando fala que ela passa mais tempo com o irmão falecido na adolescência… minha amiga recente do serviço tem 25 anos e me contou que casou com 19 e já é viúva há um bom tempo… quase chorei quando ela me contou, pois ela falou que o amava muito e é nítido nos olhos dela… parece ser uma série muito bonita, enfim, também já tá na minha must-see list.

    O Teleséries poderia fazer mais isso para a gente: apresentar séries pouco conhecidas/comentadas para conhecermos.

  9. Sandra W.

    Que machismo: “vai interessar só para mulheres”… porque? homem não tem sentimento e nunca se arrepende do que fez? interessante! :)

  10. Tati

    Eu acompanho Being Erica, muita boa série, com roteiro gostosinho, e sim inegavelmente é uma série bem sentimental, gosto muito da trilha sonora e como a moça ali de cima cita no seu blog, a cena de Erica “declamando” Britney Spears é impágavel!

  11. Leo

    Belo texto! Being Erica é uma série difícil de descrever para as pessoas, porque tem pequenas coisas que fazem a série valer muito mais a pena do que só pela sua sinopse crua. Cada episódio tem uma sacada diferente, uma reflexão fácil de se identificar… É possível analisar, junto com a protagonista, os pequenos fatos do passado que mudaram nossa relação com pais, amigos, trabalho, enfim… É uma série que se beneficia do aspecto leve, mas que nem por isso deixa de ser profunda.

  12. Vincent

    Só uma questão: se a Erica volta para o passado e modifica os acontecimentos que ocorreram com ela, isso não faria que ela nunca tivesse tido a parada cardíaca e ter ido parar no hospital e com isso conhecer o médico que a possibilitou viajar no tempo?

  13. Ayeska - Santos/SP

    gente…essa série é muito legal!
    a questão é de ela nem sempre consegue alterar o que queria…

    se a gente for pensar em series q voltam no tempo, não podemos esquecer de Contratempos!
    alguém lembra?

    sensacional!
    esta foi a primeira serie que eu fui apaixonada!

    Podia ter um remeber desta serie, não?!

  14. Claudemir Antonio Zamproni

    Parabéns pelo texto, Rafael, a série é realmente fascinante. Já ssisti todos os treze episódios da primeira temporada e adorei. Muito, muito, muito legal. Valeu cada segundo ganho à frente do monitor. Tudo é muito bem feito: texto, interpretações, tramas envolventes… Acho que a palavra certa é esta: ENVOLVENTE. E, Vincent, Erica só volta ao passado para resolver eventos já ocorridos, e o problema todo que a envolveu, acima citado (despedida/fora do namorado/parada respiratória-e não cardíaca, como voce colocou, Vincent) está ocorrendo no presente, e as consequências disto tudo foram para melhor… obviamente ela não vai querer voltar ao passado, mais à frente, e não passar por isso, já que trouxe resultados inesperadamente benévolos (que não vou contar para não estragar a surpresa).

  15. Camila Oliveira

    “Assunto batito em um mundo dominado por Losts, Fringes e Flash Forwards da vida.” Faltou Heroes^^.

    Já está na minha lista.

  16. Caio

    Eu me apaixonei pela serie, e pela protagonista.

    Extremamente bem feita, bem escrita, me pegou la pelo meio da temporada. Chorei durante o Season Finale inteiro. Acho que o negocio da viagem do tempo, da serie ser fantasia mesmo, nao so alucinacoes dela, diferencia de todos os outros dramas de relacionamento na TV.

    Algumas vezes ela muda as coisas pra melhor, outras pra pior, em outras tudo permanece o mesmo, mas o importante eh que ela revive a situacao, e consegue pegar importantes licoes daquilo tudo.

    Aguardo ansioso pela season 2. Sera que vai demorar muito pra estreiar na Soaptv?

  17. Pedro Paulo

    Adoro séries despretensiosas como essa, Burn Notice, Leverage… chegam como quem não quer nada e nos cativam de uma maneira fabulosa. Série deliciosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account