Log In

Notícias

“Amaria que acontecesse”, diz Connie Britton sobre o filme de ‘Friday Night Lights’

Pin it

Antes de Veronica Mars conseguir arrecadar dinheiro dos fãs para fazer um filme da série, Peter Berg, o criador de Friday Night Lights, já dizia por aí que trabalhava no roteiro de um longa metragem baseado em seu seriado extinto. Depois que Veronica Mars fez sucesso no site Kickstarter, a discussão sobre um filme da série esportiva ganhou, digamos, ainda mais fôlego.

Peter Berg já contou em entrevistas anteriores que tinha um roteiro praticamente pronto para o longa metragem, mas que teria dificuldade em assimilar a agenda de seu antigo elenco para as filmagens. Connie Britton, que interpretava a mulher do técnico Eric Taylor na história, no entanto, revelou que não será um problema tê-la de volta ao projeto. “Amaria que [o filme] acontecesse. Sou uma grande entusiasta disso. Mas não sei se o veremos ou não”, disse ela em conversa com o site E! Entertainment. “Sei que [o roteiro] estava sendo escrito e que o Peter Berg está muito sério quanto a esse projeto”, revelou.

Atualmente, Britton estrela a série country da ABC Nashville e ainda esteve na primeira temporada de American Horror Story, do canal FX.

NOTÍCIAS | Alexis Bledel e Zachary Levi falam sobre filmes de ‘Gilmore Girls’ e ‘Chuck’

Kyle Chandler, que viveu o marido dela em FNL, não é tão otimista quando o assunto é transformar o seriado em longa metragem. “Eu ainda gosto de rever o programa, porque foi um processo tão criativo”, contou. “Mas terminou na hora certa, do jeito certo”, ponderou.

Taylor Kitsch, que interpretava o problemático Tim Riggins, também já disse que não sabe se aceitaria voltar, pois acredita que o final de seu personagem tenha sido perfeito. Já Adrianne Palicki, a Tyra, ficou em cima do muro. “Eu amo tanto a série, que tenho medo que o filme a estrague. E eu não quero que isso aconteça”, contou a atriz, ainda assegurando que o Kickstarter também poderia ser uma opção para a extinta série da NBC.

Friday Night Lights ficou no ar entre 2006 e 2011 e, apesar de nunca ter conseguido números exorbitantes de audiência, foi um sucesso de crítica, sendo considerado um dos melhores programas cults dos últimos anos.

Com informações do Huffington Post.

Séries citadas:

É jornalista formada pela Unesp e pós-graduanda em Gestão Cultural. No TeleSéries, escreve mensalmente a coluna Estilo. Aficionada pelas histórias de terror, sobrenaturais e de mistério, também não dispensa aquela comediazinha romântica... Pushing Daisies, Jeannie é um Gênio, A Feiticeira, Riget, Lost in Austen, Wonderfalls, Samantha Who?, Copper, Harper's Island e Hannibal estão entre suas séries preferidas de todos os tempos! :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account