Log In

Reviews

Alcatraz – Paxton Petty

Pin it
Série: Alcatraz
Episódio: Paxton Petty
Número do episódio: 1×06
Exibição nos EUA: 13/02/2012

Na altura do seu sexto episódio Alcatraz vem empolgando, ainda com muitos mistérios é verdade, mas já temos respostas! E respostas que fazem a gente elaborar milhares de teorias sobre o que realmente aconteceu na “Rocha”, apelido carinhoso do presídio. Além disso, temos a retomada da história da misteriosa Dra. Sengupta, de 1960, e também conhecida como a assistente do agente Emerson Hauser em 2012, Lucy Banerjee.

Neste episódio conhecemos o ex-prisioneiro Paxton Petty, um engenheiro de combate que serviu na Guerra da Coreia. Após uma das batalhas mais violentas, 14 medalhas de prata foram distribuídas aos soldados, mas Petty não recebeu a honraria. Extremamente magoado com o exército, ele foi responsabilizado por explosões de minas terrestres americanas que mataram estudantes na cidade de Wonju. Julgado e condenado pelo Tribunal Militar foi encaminhado para um presídio militar, onde ficou cinco anos, até fugir e aterrorizar a cidade de São Francisco com minas terrestres em três locais públicos. Petty foi preso e encaminhado para Alcatraz. O quarto “campo minado” de Petty foi achado só em 2012, por Hauser, e ele teve muito trabalho.

Falando em Hauser, que bela surpresa foi o jovem policial do Departamento de Polícia de São Francisco participando do transporte de Petty até Alcatraz, nos anos 60. Além de conhecer de perto nosso prisioneiro da vez, Hauser se enamorou por quem naquela época? Dra. Sengupta, também conhecida como a sua assistente Lucy na época atual. Ainda não sabemos como ele envelheceu e ela segue jovem, ou se a Lucy é uma parente mais jovem da Dra. Sengupta. Eu fico com a primeira alternativa já que é comum no seriado essa galera manter o rostinho preservado de 50 anos atrás. Outro dado que ajuda na minha hipótese é o fato de Hauser ter sequestrado Lucy do hospital onde ela estava em coma. A médica responsável pediu que Hauser (único responsável por Lucy?) começasse a pensar em deixar ela “descansar”. Hauser não aceita o diagnóstico e leva Lucy para Alcatraz na sala do Dr. Milton Beauregard e pede que ele “conserte-a”. Vale lembrar que pelos flashbacks que vemos os dois doutores, que não mudaram em nada nesses 50 anos, não se gostam nenhum pouco. Quer mais mistério? Segundo as pesquisas do Dr. Soto não existiu nenhuma mulher médica em Alcatraz. No entanto, nos flashbacks vemos Dra. Sengupta e Dr. Beauregard utilizando métodos de tortura em Petty para tentar descobrir onde está a quarta bomba ou campo minado.

Como já deu pra perceber, Hauser é peça chave desse episódio. Ele ainda é pego em uma das minas terrestres de Petty e é salvo por Madsen e o esquadrão antibombas. A equipe do FBI descobre que os locais onde são encontradas as minas podem ser achados através de letras de músicas, usadas para que o responsável pelas bombas lembre onde elas estão enterradas. E a primeira pessoa que descobriu isso? Dra. Sengupta novamente. A médica conseguiu dicas com nada mais, nada menos, que o Madsen avô, Tommy. Em troca da informação, Madsen pediu que a médica descobrisse porque, apesar de saudável, ele passava tanto tempo na enfermaria e porque tiravam tanto sangue dele. Sengupta questiona sobre o assunto o seu arqui-inimigo Dr. Beauregard, que fica irritado e ameaça sua colega de trabalho. Ainda assim não descobrimos o lugar de Tommy Madsen na história de Alcatraz, mas aos poucos o seriado está nos dando mais armas para imaginar o que aconteceu.

Ah, só pra constar. Não, Petty não faz a mínima idéia do que aconteceu. Segundo ele, foi dormir e no outro dia já era 2012. No entanto, ele diz que acordou deitado em um chão de uma “tumba”. What?? Enfim, acredito que os prisioneiros e guardas que retornam dão andamento na história, mas quem realmente está no centro do que aconteceu em Alcatraz em 1963 é Hauser, Dra. Sengupta ou Lucy, Dr. Beauregard e Tommy Madsen. A costura da história até fica interessante, pois nos focamos nos personagens centrais que são o núcleo do seriado. No entanto, não consigo deixar de pensar: os 63’s estão voltando um de cada vez? Porque não voltaram todos juntos? E a mais intrigante, o que Hauser quis dizer com “conserte-a” quando entregou Lucy para Dr. Beauregard? Qual tecnologia eles possuem em Alcatraz que pode curar a médica? Que volte o próximo 63’s.

Séries citadas:

é Jornalista, Publicitária, Gaúcha, Capricorniana de 84. Além de escrever no TeleSéries, trabalha como coordenadora de imprensa na Prefeitura de Taquari e assessora de imprensa no Campeonato Gaúcho de Rally 4x4. Fã de cinema, esportes, literatura, música e séries de televisão. Começou a assistir seriados com E.R. e Arquivo. X. Gostaria de ter estudado em Hogwarts, jogado quadribol e tomado cerveja amanteigada, mas se contenta com um gol do Grêmio e uma Heineken. Nunca ganhou um prêmio importante, mas já levou pra casa um Kikito de chocolate de Gramado/RS.

Website: http://www.alineben.blogspot.com

2 Comments

  1. Anaisa

    Segundo ele, foi dormir e no outro dia já era 2012. No entanto, ele diz que acordou deitado em um chão de uma “tumba”. What??
    Não, ele estava literalmente em uma tumba. Acho que se refere aquela cena do cemitério mesmo (porque mostrava que explodiram o mausoléu – acho que é isso- por dentro).Quanto ao episódio… ainda tô pensando se continuo baixando Alcatraz. Não consegui realmente me prender a série

  2. Mariela Assmann

    Pra mim, o melhor episódio até agora. Espero que o ritmo continue bom, pra série cair de vez no gosto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account