Log In

Notícias Programação EUA

ABC divulga sua programação para a temporada 2007-2008. Canal terá 12 novidades, incluindo spin-off de Grey´s Anatomy. What about Brian e According to Jim canceladas

Pin it

Atualizado às 14h15. Fotos incluídas

A rede ABC divulgou na manhã desta terça-feira (15/5) suas armas para a fall season. O canal está investindo pesado em programação e terá 12 novas atrações ao longo da temporada 2007-2008. Sete delas são dramas, quatro comédias e apenas uma é um reality show. Como era de se imaginar, a nova grade do canal não trouxe nenhuma surpresa e a maioria dos novos programas tem apelo feminino – mostrando que o canal segue mantendo a fórmula de sucesso das duas últimas temporadas, que trouxe Desperate Housewives, Grey’s Anatomy e Ugly Betty. O canal é a emissora número 1 dos EUA entre mulheres de 18 a 34 e 18 a 49 anos.

Mas antes das estréias, os cancelamentos. Estão oficialmente cancelados o drama What About Brian e as comédias veteranas According to Jim e George Lopez. Ao longo dos últimos dias se especulou que a sitcom The Knights of Prosperity poderia ser renovada, ganhando a participação de Ray Romano, mas a série também está cancelada. The Nine e In Case of Emergency também não voltam.

Quem ganhou nova chance foi o drama October Road e a sitcom Notes from the Underbelly. As duas séries, ainda inéditas no Brasil, retornarão em algum ponto da mid-season do canal.

Quem também só retorna em 2008 é Lost. A série, que virá com temporada reduzida de 16 episódios, sequer recebeu indicação de horário na grade do canal.

Haverá pouca mudança de horários na grade da ABC. A principal delas é o drama Men in Trees, que passa a ser exibido nas noites de sexta-feira – onde terá que disputar audiência com Ghost Whisperer, da CBS.

Confira as estréias do canal:

Big Shots
Big Shots – Drama produzido pela Warner Bros. que acompanha as vidas de quatro executivos e suas vidas disfuncionais. O elenco tem as presenças dos galãs Michael Vartan (Alias) e Dylan McDermott (O Desafio) e outros atores conhecidos como Christopher Titus (Titus), Joshua Malina (The West Wing), Nia Long (Third Watch) e Jessica Collins (The Nine). Charles McDougall, diretor do piloto de Desperate Housewives, dirigiu o primeiro episódio. É a escolhida pelo canal para reter a audiência de Desperate Housewives.

Dirty Sexy Money
Dirty Sexy Money – Uma das promessas da temporada, esta série produzida por Greg Berlanti (Everwood) e estrelada por Peter Krause (A Sete Palmos) vai mostar um advogado idealista, que é chamado para assumir os negócios da família após a morte do pai, entrando num mundo de poder, dinheiro e cobiça. Donald Sutherland (Commander in Chief), Natalie Zea (Eyes) e Samaire Armstrong (The O.C.) estão no elenco.

Private Practice
Private Practice – Não te jeito. A doutora Addison Montgomery está mesmo de partida de Grey’s Anatomy. Kate Walsh é a estrela do spin-off do drama medico, que mostra Addison trabalhando em uma clínica de Los Angeles. O elenco da série já foi testado em um episódio de Grey’s Anatomy e tem as presenças de Tim Daly (The Nine), Taye Diggs (Kevin Hill), Paul Adelstein (Prison Break), Merrin Dungey (Alias), Chris Lowell (Veronica Mars) e Amy Brenneman (A Juíza). E claro, a produção executiva é de Shonda Rhimes, que dispensa apresentações.

Pushing Daisies
Pushing Daisies – O criativo produtor executivo Bryan Fuller (Wonderfalls, Dead Like Me) traz para a televisão mais uma idéia original. Em Pushing Daisies ele apresenta Ned, um homem que possui a habilidade de ressuscitar coisas mortas. Assim se torna um investigador particular único, já que tem a habilidade de falar com as vítimas. Lee Pace (Wonderfalls), Chi McBride (Boston Public), Swoosie Kurtz (Huff) e Kristin Chenoweth (The West Wing) estão no elenco da série, que teve o piloto dirigido pelo também produtor executivo Barry Sonnenfeld (Men in Black).

Women's Murder Club
Women’s Murder Club – Baseado numa série de romances de James Patterson, este drama da 20th Century Fox mostra quatro mulheres que unem suas diferentes habilidades para resolver crimes. Uma é detetive, outra promotora, uma legista e a última repórter. Paula Newsome (The Lyon´s Den), Aubrey Dollar (Point Pleasant), Angie Harmon (Lei & Ordem) e Laura Harris (Dead Like Me) estão no elenco.

Carpoolers
Carpoolers – Comédia que acompanha a vida de quatro colegas, de personalidade bem diferentes, que dividem o carro para ir ao trabalho. A série tem bom elenco formado por Fred Goss (Sons & Daughters), Faith Ford (Hope & Faith), Jerry O’Connell (Crossing Jordan), Jerry Minor (Saturday Night Live) e Allison Munn (What I Like About You)

Cavemen
Cavemen – Esta comédia acompanha as vida des Nick, Jamie e Joel, três homens das cavernas modernos, que lutam para encontrar seu lugar no mundo. A série tem os mesmo produtores executivos de Grounded for Life e o nome mais conhecido no elenco é o de John Heard (Prison Break).

Sam I Am
Sam I Am – Comédia que marca o retorno de Christina Applegate (Um Amor de Família, Jesse), a televisão. A série mostra ela no papel de Sam, uma mulher que após um acidente acorda com amnésia e descobre que antes do acidente ela era uma completa “bitch”. Com uma nova chance de recomeçar, ela terá que lutar entre fazer o bem e resistir as tentações de sua velha personalidade. No elenco estão ainda Jennifer Esposito (Related), Melissa McCarthy (Gilmore Girls) e Jean Smart (24 Horas).

Miss/Guided
Miss/Guided – Para a mid-season, a ABC encomendou esta comédia estrelada por Judy Greer (Arrested Development). Na série ela é Becky, que terá que reviver o competitivo mundo do segundo grau de uma escola quando é contratada para ser conselheira dos estudantes. No elenco estão dois ex-atores de North Shore, Brooke Burns e Kristoffer Polaha. A série marca a primeira investida de Ashton Kutcher e seu sócio Jason Goldburg em séries de ficção.

Eli Stone
Eli Stone – Outra série com produção executiva de Greg Berlanti – e seu parceiros de Brothers & Sisters Marc Guggenheim e Ken Olin – esta aqui mostra uma advogado de uma grande firma de San Francisco que um dia passa a ter alucinações. Ele descobre que possui um aneurisma, que irá mudar sua vida para sempre. No papel de Eli Stone está Jonny Lee Miller (Smith) e a série tem ainda no elenco Victor Garber (Alias), Natasha Henstridge (Commander in Chief) e Loretta Devine (Boston Public), entre outros. A série estréia em 2008.

Cashmere Mafia
Cashmere Mafia – A série acompanha as vidas de quatro mulheres sensuais e ambiciosas, amigas dos tempos da faculdade de administração. Qualquer semelhança Sex and the City não será mera coincidência: Darren Star é o produtor executivo. No elenco, Lucy Liu (Ally McBeal), Frances O’Connor (do filme Inteligência Artificial), Bonnie Somerville (Friends) e a atriz australiana Miranda Otto (O Senhor dos Anéis: As Duas Torres). A data de estréia ainda não foi definida.

Ainda para a mid-season, o canal prepara Oprah’s Big Give, reality show com oito episódios e produção executiva da apresentadora Oprah Winfrey.

Veja como ficará a grade de programação da ABC:

Segunda
20h – Dancing with the Stars
21h30 – Sam I Am
22h – The Bachelor

Terça
20h – Cavemen
20h30 Carpoolers
21h – Dancing with the Stars the Results Show
22h – Justiça sem Limites

Quarta
20h – Pushing Daisies
21h – Private Practice
22h – Dirty Sexy Money

Quinta
20h – Ugly Betty
21h – Grey’s Anatomy
22h – Big Shots

Sexta
20h – Men in Trees
21h – Women’s Murder Club
22h – 20/20

Sábado
20h – Saturday Night College Football

Domingo
19h America’s Funniest Home Videos
20h – Extreme Makeover: Home Edition
21h – Desperate Housewives
22h – Brothers & Sisters

Séries citadas:

Os textos assinados pela Redaçao TeleSéries são textos de autoria coletiva ou notícias escritas por um redator anônimo, mas sempre revisadas com a máxima precisão jornalística.

134 Comments

  1. Ricardo

    Concordo com o Marcos, o povo tá muito poser. Nem só de testosterona e procedimentos criminais vive o mundo. Dependendo do q a CBS anunciar, esse pode ser o ano ABC no topo. E esse papo todo contra Private Practice, só pq é derivado. Acho q a criadora de Grey’s já provou q é criativa

  2. Thiago

    Marcos, se os Trendys fazem isso q vc falou… qual o adjetivo que damos aos que ficam falando dos Trany? No caso… você ¬¬

    Tem dó. Podemos perfeitamente interpretar uma série atravéz da premissa

  3. Paulo Fiaes

    Marcos,

    tava gostando muito do seu primeiro comentário, mas no final… enfim, vc tem direito a sua expressão, concordo contigo que muitos se baseiam pelo que o povo pensa la fora, vide Lost(perdeu audiência, está uma merda) e na verdade, na minha humilde opinião esta longe disso, mas vi muita gente aqui no Brasil indo nessa onda. Agora velho, se nao curte o site, entao desencana, eu mesmo parei de acessar um portal por causa de um site. falando abertamente, não acesso mais o globo.com, isso não é nada pra eles, mas pra mim é muito. se não esta me agradando, eu pulo fora. pense nisso!!

  4. Lucas Barreto Gomes Leal

    Thiago se vc puder me mandar um e-mail falando aonde vc ‘adquiriu’ esses episódios e aonde da pra eu adquirir e agradeço…TITUS era irado!!!
    eram época que as comédias exibidas na Fox não eram conhecidas, e infelizmente muitas foram canceladas por conta disso, mas eram engraçadas (tipo ‘tá todo mundo louco’ (Stark Raving Mad) com o “monk” Tony Shalhoub e o Neil Patrick Harris) que eu rolava de rir…

    Cristiano Vieira “Mas não vejo isso como série que não fique muito careta ou bobo sabe? É preciso um esforço grande para o personagem fique crível.”
    exatamente isso é só a sinopse da série o cara vai embarcar em um mundo sujo e tenho ctz que ele vai começar a se transformar…ou vamos ver esse tipo de personagem a volta dele…e por mais que não seja crível pode ter ctz que ainda existe mta gente ‘boba e careta’ pelo mundo ;)
    por sinal ainda acho que eles são mtos mesmo…

    Rubens bom vc tem o direito de discordar mas não acho que idealismo na tv seja chato pra cacete de forma alguma…pra vc falar isso dessa forma me leva a pensar que das duas a uma ou vc não tem nenhum ideal por isso te incomoda tanto ou vc tem e acredita que ninguem mais tem…ou vc prefere ver na tv uma fuga da discussão politica…
    mas enfim não sei por que tanto odio com as pessoas corretas na tv…
    bom eu não me incomodo por isso eu gosto desse tipo de série…só pq a moda é fazer ‘os mauzinhos’ de protagonista, ainda tem mta série com o personagem principal longe de ser um vilão…
    bom e já que vc falou de House vc se incomoda com o idealismo da Cameron??? eu não…pelo contrário eu adoro principalmente pra um contraponto a falta de idealismo do House…acho que essa série só vai ser o inverso os “Houses” serão todos os outros e a “Cameron” será o principal…ao contrário de House aonde a maioria tem ideais (Wilson, Cuddy, Cameron e até mesmo o Foreman e o Chase)
    claro que uma série aonde ‘o bem sempre vence’ e que o céu é colorido não vai ter a menor graça mas acho que essa série nem de longe vai ser assim o que deixa claro na sinopse “entrando num mundo de poder, dinheiro e cobiça”
    é tudo uma questão de foco, todas as séries que tem ‘mauzinhos’ no papel principal no fim querem dar lição de que ser ruim não é se dar bem sempre e mto menos ser feliz…

    e Rubens de boa a sinopse de Heroes empolgou tanto mas tanto que nem foi pra frente…e só acabou vingando devido ao piloto ter ido parar na internet…

    Marcos
    “A praga se propagou para os seriados de tevê também.

    O mais engraçado é que, se a audiência ou a crítica gostarem, todos imediatamente mudarão de idéia. Nem preciso falar de Greys Anatomy, Ugly Betty e afins, sei de cabeça o nome dos que detonaram e agora adoram.”

    como já disse anteriormente toda vez que alguem levanta esse assunto… fico feliz que isso não se aplica a mim pq eu assisto séries desde bem pequeno, tendo entre minhas favoritas séries que poucos conhecem e outras que todos conhecem, e não gosto de nenhuma das citadas (Greys e Ugly Betty)
    mas enfim cada um tem o direito a dizer o que quer, só não tem o direito de se achar o dono da verdade…

    como eu disse EU vou ver questão de gosto, eu gostei, quem não gostou não veja
    simples assim!

  5. Lucas Barreto Gomes Leal

    Thiago se vc puder me mandar um e-mail falando aonde vc ‘adquiriu’ esses episódios e aonde da pra eu adquirir e agradeço…TITUS era irado!!!
    eram época que as comédias exibidas na Fox não eram conhecidas, e infelizmente muitas foram canceladas por conta disso, mas eram engraçadas (tipo ‘tá todo mundo louco’ (Stark Raving Mad) com o “monk” Tony Shalhoub e o Neil Patrick Harris) que eu rolava de rir…

    Cristiano Vieira “Mas não vejo isso como série que não fique muito careta ou bobo sabe? É preciso um esforço grande para o personagem fique crível.”
    exatamente isso é só a sinopse da série o cara vai embarcar em um mundo sujo e tenho ctz que ele vai começar a se transformar…ou vamos ver esse tipo de personagem a volta dele…e por mais que não seja crível pode ter ctz que ainda existe mta gente ‘boba e careta’ pelo mundo ;)
    por sinal ainda acho que eles são mtos mesmo…

    Rubens bom vc tem o direito de discordar mas não acho que idealismo na tv seja chato pra cacete de forma alguma…pra vc falar isso dessa forma me leva a pensar que das duas a uma ou vc não tem nenhum ideal por isso te incomoda tanto ou vc tem e acredita que ninguem mais tem…ou vc prefere ver na tv uma fuga da discussão politica…
    mas enfim não sei por que tanto odio com as pessoas corretas na tv…
    bom eu não me incomodo por isso eu gosto desse tipo de série…só pq a moda é fazer ‘os mauzinhos’ de protagonista, ainda tem mta série com o personagem principal longe de ser um vilão…
    bom e já que vc falou de House vc se incomoda com o idealismo da Cameron??? eu não…pelo contrário eu adoro principalmente pra um contraponto a falta de idealismo do House…acho que essa série só vai ser o inverso os “Houses” serão todos os outros e a “Cameron” será o principal…ao contrário de House aonde a maioria tem ideais (Wilson, Cuddy, Cameron e até mesmo o Foreman e o Chase)
    claro que uma série aonde ‘o bem sempre vence’ e que o céu é colorido não vai ter a menor graça mas acho que essa série nem de longe vai ser assim o que deixa claro na sinopse “entrando num mundo de poder, dinheiro e cobiça”
    é tudo uma questão de foco, todas as séries que tem ‘mauzinhos’ no papel principal no fim querem dar lição de que ser ruim não é se dar bem sempre e mto menos ser feliz…

  6. Lucas Barreto Gomes Leal

    e Rubens de boa a sinopse de Heroes empolgou tanto mas tanto que nem foi pra frente…e só acabou vingando devido ao piloto ter ido parar na internet…

    Marcos
    “A praga se propagou para os seriados de tevê também.

    O mais engraçado é que, se a audiência ou a crítica gostarem, todos imediatamente mudarão de idéia. Nem preciso falar de Greys Anatomy, Ugly Betty e afins, sei de cabeça o nome dos que detonaram e agora adoram.”

    como já disse anteriormente toda vez que alguem levanta esse assunto… fico feliz que isso não se aplica a mim pq eu assisto séries desde bem pequeno, tendo entre minhas favoritas séries que poucos conhecem e outras que todos conhecem, e não gosto de nenhuma das citadas (Greys e Ugly Betty)
    mas enfim cada um tem o direito a dizer o que quer, só não tem o direito de se achar o dono da verdade…

  7. Lucas Barreto Gomes Leal

    e Rubens de boa Heroes se fosse pela sinopse tava fudid@ pq nem ia ser produzida, graças ao sucesso do piloto na net que a série acabou dando certo!!!

    e Marcos “A praga se propagou para os seriados de tevê também.

    O mais engraçado é que, se a audiência ou a crítica gostarem, todos imediatamente mudarão de idéia. Nem preciso falar de Greys Anatomy, Ugly Betty e afins

    bom eu fico feliz sempre que falam isso, primeiro pq eu assisto série muito antes de virar ‘modinha’ aqui no Brasil, tenho entre as minhas favoritas mtas séries ‘pop’ mas muitas que poucos conhecem, assisto série desde pequeno
    e não gosto nem um pouco de Greys, Ugly Betty e muitas que são bajuladas, depois do sucesso tentei ver mas continuei não gostando!!!
    a única que eu não me convenci pela sinopse (pq achei que ia ser mais um ER da vida) e depois de ver achei foda foi House!

    mas mais uma vez é uma questão de gosto povo…não precisa xingar a mãe não!hehehe

  8. annie

    Garanto que esse spin- off de Grey’s anatomy dará o que falar!!! Só espero que a Addison não transe com qualquer “heart-throb” do elenco…

  9. jaqueline rech

    Men in trees,´será cancelado???Texto inteligente, light, cancela SIX FEET HUNDRED E THE L WORD

  10. jaqueline rech

    Men in trees,´será cancelado???Texto inteligente,
    light, cancela SIX FEET HUNDRED E THE L WORD , que são insuportáveis, chatos, sinistros e nogentos

  11. amanda

    Lost é uma série muito boa…Só que na ultima seria com o Rodrigo Santora ñ foi muito boa, quero dizer que tinha que colocar mais emoção.Com na segunda temporada.

  12. Marco Aurélio

    TODAS AS PESSOAS QUE NÃO GOSTAM DE “LOST” NÃO PASSAM DE SIMPLES AMANTES DO SIMPLES. TUDO AQUILO QUE VOCÊS CONSEGUEM ENTERDER SEM ESFORÇO É BOM, AGORA QUANDO É NCESSARIA VER E REVER ALGO PARA INTENDER DAI É RUIM(PARA VOCÊS). LOST É DE LONGE A MELHOR SERIÉ JA FEITA(E EU SEI DISSO SEM TER ASSISTIDO TODAS)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account