Log In

Reviews

A Teia – Episódios 6 e 7

Pin it
Série: A Teia
Episódios: 6 e 7
Número dos Episódios: 1x06 e 1x07
Exibição: 4/03 e 11/03/2014.
54.823529411765
2.7
17

Aí que a pessoa aqui se atrapalhou toda e tinha certeza que não tínhamos tido episódio inédito no carnaval. E depois teve que recuperar o que perdeu. Sorte pelos episódios inteiros disponíveis no site do canal e sorte que esses dois episódios juntos funcionaram que foi uma beleza.

Na verdade fica claro que a série entra em sua reta final: Macedo amarra pontas e já tem o nome que precisava. Foi absolutamente impossível não subir pelo sofá quando vemos Macedo tão próximo de Baroni naquele restaurante! Isso depois de passarmos por uma verdadeira montanha russa emocional pro conta de Baroni e Celeste, centro do sexto episódio da série.

Vimos bastante do passado de Baroni, que conheceu Celeste porque ela era a esposa de seu colega de cela, um “bandido pé rapado” de quem ele se aproximou só porque já estava de olho na garota. Confesso que cheguei a pensar que ele arrumaria um jeito de fazer com que Ney acabasse morto ainda na cadeia – e acho que ele se arrepende de não tê-lo feito.

De volta à sua cidade, Ninota quer ver o pai e, apesar de Celeste nunca aparecer para o encontro no zoológico, esta é a chave para que Macedo e Germano descubram sobre a quadrilha de Zés em Curitiba. Pelo encontro não acontecido e por um problema na rede elétrica que entrega aonde eles estão morando – entendo perfeitamente Celeste não considerar aquilo um lar.

Vimos também que Bola, o urso carregado por Ninota com o celular na barriga, foi obtido por Baroni num crime anterior com Oliveira, no qual ele matou um menino. A estratégia de nos mostrar esse lado mais frio de Baroni funcionou muito bem como preparação para o que vinha a seguir: crente de que Celeste o está traindo, Baroni não hesita em levá-la com a filha para um terreno escuro e matá-la, o que só não acontece por uma questão de segundos.

A diferença entre as duas situações é a forma como Baroni reage a cada uma delas: ordenado por Oliveira ele não tem problemas em matar o menino filho de um guarda, mas ainda assim carrega o urso como “lembrança”. Apaixonado por Celeste ele é só emoção, ele não a mata, mas continua dominado pelo ciúmes. Baroni não quer ser como o homem que ele chamava de pai, mas se aproxima cada vez mais dele.

E é evidente o efeito disso em Celeste: ela conversa com Suzane questionando porque ela continua ali, mas na verdade ela está perguntando a si mesma. Ela parece estar substituindo o amor por medo. Ela se sente ainda mais insegura, o que se reflete em sua tentativa de se parecer mais com a ex-esposa de Baroni. Ela quer se sentir mais merecedora de estar ao lado dele, mas isso deixa Baroni também mais inseguro. Ele na verdade não entende o que está acontecendo, ela idem. O nervosismo dos dois é praticamente possível de ser tocado. Essa tensão, esse nervosismo é que faz o sétimo episódio ter tanto sentindo: longe de planejar o crime perfeito que acredita estar planejando, Baroni desenha seu próprio fracasso.

Libânio e Taborda desembarcam em Curitiba e Macedo é novamente o cabeça da operação. Eles já tem os rostos que precisavam e sabem que eles planejam uma operação semelhante a de Brasília para os próximos dias. A ação então dá lugar ao planejamento: Baroni e seu time querem realizar o crime que tenha maior retorno, Baroni querendo deixar para trás sua família e os sentimentos ruins associados à ela; Macedo e Germano precisam desenhar a coisa de tal forma que consigam pegá-los em ação para garantir recuperar o dinheiro perdido e o maior número de anos de cadeia para cada um dos envolvidos.

Quase um castelo de cartas. Muito de um jogo de xadrez.

P.S. A pontinha da família de Macedo foi ótima, praticamente um alívio em meio ao tanto de tensão que vivemos ao ver a polícia tão perto de Baroni e sua gangue.

P.S. do P.S. A trilha sonora continua perfeita.

P.S. do P.S. do P.S. Maior mérito da dupla de episódios: te deixar roendo unhas até a semana seguinte.

*Texto originalmente publicado no Só Seriados de TV.

Séries citadas:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account