Log In

Spoilers

A Semana lá Fora: a season finale de Medium e as estreias de Burn Notice e The Goode Family

Pin it
http://teleseries.com.br/wp-content/uploads/2009/06/med519.jpg

Texto atualizado às 17h27

Burn Notice - Friends and Family

A semana entre os dias 31 de maio e 7 de junho foi uma das mais paradas da temporada. Teve computador de downloader por aí sofrendo de síndrome de abstinência de torrents! E isto se reflete na coluna A Semana Lá Fora, que veio mais enxuta nesta segunda-feira – são apenas seis reviews.

Mas temos assunto para comentar. O USA estreou a terceira temporada de Burn Notice e Medium completarou mais um ciclo. Além disto tivemos mais um episódio da cancelada Pushing Daisies exibido nos EUA, Greek na reta final e um elogiado episódio de Ashes to Ashes na Inglattera.

Completando a coluna, uma crítica atrasada de The Goode Family, desenho animado que estreou no final de maio nos Estados Unidos. Confira!

Burn Notice: Friends and Family (3×01)
Exibição: 4/6/2009
MVP: Jeffrey Donovan e Sharon Gless

Burn Notice é para mim uma das séries de ação mais divertidas da atualidade. Michael agora além de banido não tem mais ninguém o ‘protegendo’ e os inimigos feito por ele durante os anos de CIA agora saberão seu paradeiro. Parecia impossível mas parece que a situação dele ficou pior. Claro que Fiona e Sam continuam ao se lado. Formando uma das equipes mais afinadas e ao mesmo tempo de temperamentos totalmente opostos.

Não foi surpresa, pelo menos para mim, que o amigo que pede sua ajuda na verdade estava querendo matá-lo. Burn Notice não trabalha com efeito surpresa na maioria dos casos. A sua execução do ‘óbvio’ é que funciona perfeitamente. Agora, mais uma vez quem rouba a cena é a mãe do ex-agente. Madeline demonstrando toda sua raiva por ter tido a casa destruída de maneira irônica, quase fria, nos mostra bem que Michael tem a quem puxar.

Se antes Michael Westen queria saber quem o baniu, agora ele quer o seu emprego de volta. Já estou ansiosa pela próxima semana. (Tati leite)

Medium - Bring Me the Head of Oswaldo Castillo

Medium: Bring Me the Head of Oswaldo Castillo (5×19)
Exibição: 1/6/2009
MVP: Patricia Arquette

Obrigada pela CBS ter salvo Medium! Principalmente depois de uma temporada realmente tão boa, diria que foi a melhor de todas, e depois de uma season finale como essa. É engraçado pensar em quantos personagens tiveram um tumor no cérebro nesta temporada e que pelo menos dois acabaram em coma. Este episódio serve de prova de que você não precisa contar uma história sempre nova, mas precisa contá-la bem.

Patricia Arquette deu um show na tela ao demonstrar o desespero de uma mãe e esposa que se vê sem família no futuro. Depois, de maneira melhor ainda, ela consegue demonstrar toda força que essa mesma mulher pode ter para salvar seus entes queridos, mesmo que isso praticamente signifique um suicídio.

Eu não imaginei que o agente Munoz era um traidor e confesso ter ficado curiosa do porquê, naquele futuro que Allison conseguiu evitar, ele optou por acabar com a família dela e não com a própria vidente e, mais ainda, porque fazê-lo se ela havia parado de sonhar.

Fica a certeza de que aquele pedaço de tumor que os médicos não conseguiram eliminar tem relação com o dom que Allison, com certeza, não perdeu. E a temporada foi tão boa que esse nem é o gancho mais importante: Joe e sua vida em San Diego, as meninas que agora cresceram e precisam enfrentar seus dons. O que não vai faltar é assunto para a sexta temporada. (Simone Miletic)

Ashes to Ashes - 2x07

Ashes to Ashes: Episódio 7 (2×07)
Exibição: 1/6/2009
MVP: Philip Glenister, Keeley Hawes e Marshall Lancaster

Ashes to Ashes está conseguindo me confundir mais que Lost com as repercussões da presença de Martim Summers em 1982 para a linha do tempo. Se é ele quem está por trás da Operação Rosa (e assim está parecendo), que conseqüências isso terá para toda a força policial no futuro? E se ele matou sua versão jovem, porque ele ainda existe? A única coisa que parece certa é que ele conseguiu exatamente o que ele queria, fazer Alex agir de maneira desonesta. Na minha opinião, ela não precisava ter entrado no jogo dele, porque mesmo com suas impressões na arma, o Gene ficaria do lado dela. Ela poderia pelo menos ter mostrado a ele o mural da obsessão. Não entendo porquê ela sempre tem que tomar o caminho mais difícil, mesmo quando o seu lema do dia é não complicar as coisas.

Mas mesmo com as armações de Summers me deixando na beira da poltrona, o destaque foi a revelação de Chris, o adorável Chris, como o traidor que estava sendo pago para complicar a vida de Alex e Gene. Eu fiquei chocada e triste, e as atuações de Glenister e Hawes, que tinham lágrimas nos olhos também, foram de cortar o coração.

Esse foi um baita episódio, e o aumento de qualidade da série nessa temporada é inacreditável. Mas será que eles conseguem fechar bem e de maneira coerente? (Thais Afonso)

Greek - Ins't It Bro-mantic?

Greek: Ins’t It Bro-mantic? (2×20)
Exibição: 1/6/2009
MVP: Scott Michael Foster e Spencer Grammer

Se os fãs de séries me permitem farei agora uma comparação meio ilógica, mas que possa ter algo de verdade: Greek bebe da fonte de Lost. Não, não há monstro da fumaça, nem saltos no tempo, mas sinto por parte da equipe criativa um incrível controle sobre sua obra, e mais do que isso, assim como Lost, eles ditam o ritmo do programa.

Ou me digam, sou o único que quando viu Alice pensou: “além de bonita, parece ser uma personagem interessante, e novamente irá criar um conflto entre Capie e Evan”? e depois acabei rindo com os dois com medo da assassina de animais indefesos.

O que quero dizer é que Greek não nos entrega logo o que queremos, como aposto que a maioria ficou torcendo pra Casey e Cappie se encontrarem depois da DR que tiveram no episodio passado. E além disso, assim como Lost, a série tem uma ótima construção de personagens, e uma das séries que atualmente possui os melhores diálogos e referências pop.

Peguemos Cappie como exemplo: já notaram quantas vezes ele foi o superego de Rusty nesta temporada? O grande pai de todos os Kappa Taus? Não consigo esquecer aquele diálogo no episodio Big Littles and Jumbo Shrimp (2×14), em que Rusty diz pra Cappie:

Não acredito, que de todos no campus, é você que está me ensinando sobre responsabilidade.

No qual Cappie sabiamente respondeu:

E um pouco de ironia de também.

E pra completar, ainda temos um mistério. O que o reitor Bowman quis dizer com:

Está aqui, senhor Cappie, porque nada nos ensina mais sobre quem somos do que nos ver nas pessoas que menos esperamos. (?)

(Paulo Fiaes)

Pushing Daisies - Water and Power

Pushing Daisies: Water and Power (2×12)
Exibição: 6/6/2009
MVP: Chi McBride e Gina Torres

Se no episódio anterior soubemos mais do passado de Olive, neste, finalmente, descobrimos mais sobre Emerson Cod. As cenas de flashback mais uma vez foram excelentes mostrando que pode-se até não gostar de Pushing Daisies mas tem que se reconhecer o cuidado da produção na escolha dos atores mesmo que a aparição seja mínima.

Dessa vez a vítima era um antigo cliente de Cod que o contratou no passado para investigar sua então noiva (Gina Torres) o que trouxe mais problemas a Emerson que ele poderia imaginar: além dele se apaixonar pela noiva do cliente, ela ficou grávida e desapareceu com a criança. Sem contar o fato que na verdade ela era uma ladra que estava atrás apenas do diamante da futura vítima. Claro que ela se torna a principal suspeita. No final, ela não era a assassina, contudo acaba mais uma vez enrolando Cod e fugindo com a filha deles – não sem antes ele (e nós) podermos ver a menina um pouquinho. O episódio ainda trouxe Ned lidando com o ciúme que agora sente por Olive e Chuck e tentando ajudar Randy a conquistar a amiga de vez.

Muitas vezes eu me pergunto se não seria melhor se os últimos episódios fossem horríveis. Porque talvez a ‘perda’ doesse menos. (Tati Leite)

The Goode Family - Piloto


The Goode Family: Piloto (1×01)
Exibição: 27/5/2009
MVP: n/a

Neste domingo um leitor chamado Alberto apareceu aqui no TeleSéries e postou o seguinte comentário:

O Rei do Pedaço é o desenho mais sem graça da história.

Entendo ele. O Rei do Pedaço é um gosto adquirido. O humor da série é muito leve, muito sutil, e contrasta demais da forma que costuma ser exibido no mundo todo, esprimido entre Os Simpsons, Uma Família da Pesada e American Dad. Mas eu respeito demais O Rei do Pedaço e a forma como ela consegue satirizar todo um estilo de vida, sem perder a ternura.

Eis que na semana passada, chegou nos Estados Unidos a comédia The Goode Family, que foi meio que vendida pela imprensa como o contraponto de O Rei do Pedaço. Onde uma é meio-oeste, a outra é total Califórnia. Onde uma é republicana, a outra é democrata. Onde uma é conservadora, a outra é liberal.

Leitores como o Alberto vão achar graça em The Goode Family – com piada sobre a obsessão da América pelos produtos orgânicos, adoção de crianças africanas, qual a forma politicamente correta de se chamar um negro e um coitado de um cachorro que foi criado como vegetariano.

Ou seja, Mike Judge e companhia criaram uma série mais cômica, mais debochada. Mas, infelizmente, a família Goode não tem a simpatia da família Hill e, justamente por isto, The Goode Family não deverá vingar. (Paulo Antunes)

Legenda:
MVP é a sigla Most Valuable Player, termo usado pela imprensa americana para indicar o melhor atleta em um evento esportivo. Foi adotada pelos fãs de seriados para indicar os atores que tiveram a melhor performance em um determinado episódio.

Séries citadas:

Os textos assinados pela Redaçao TeleSéries são textos de autoria coletiva ou notícias escritas por um redator anônimo, mas sempre revisadas com a máxima precisão jornalística.

16 Comments

  1. Isabela

    Pushing Daisies

    Muitas vezes eu me pergunto se não seria melhor se os últimos episódios fossem horríveis. Porque talvez a ‘perda’ doesse menos. [2]

  2. Marco

    Ave Medium.
    Comparar Greek – bacana, pop, despretensiosa – com uma das séries mais superestimadas e pretensiosas da atualidade me pareceu… descabido.

  3. Gabriel

    Greek tem mais dois episódios ainda a serem exibidos nos EUA. Fechará a temporada com 22.

    Segundo o site: http://www.tv.com

    Resposta do Editor: Gabriel, mancada minha. Como a primeira metade da temporada teve 10 episódios achei que seriam apenas 20. Corrigi a notícia, obrigado.

  4. anderson

    Acredito que a comparação entre Greek e Lost foi bem fundamentada, principelamente em relação ao controle da obra por partes dos criadores e ao nítido desenvolvimento dos personagens.

    Lost, superstimado???marco seu comentário que foi descabido.

  5. Lucía

    Amo greek de apixão!! Acho uma série excelente!! Adorei a comparção e assumo, eu fui uma das que espero a Casey e o Cappi se encontrarem…

    Alguem sabe o que aconteceu com Glee?? Colocaram o 1° episódio e depois a série somiu… Cade o 2°??

  6. Mica

    Que eu lembre o episódio de Glee foi um piloto. A estréia oficial da temporada seré em outra data, não?

    Resposta do Editor: Foi o que a Mica falou. Glee foi apenas um preview a temporada estreia pra valer só em setembro.

  7. Mônica A.

    Pushing Daisies – o último episódio não chegou a ser horrível, mas deixou MUITO a desejar.

  8. Fernando dos Santos

    “Burn Notice não trabalha com efeito surpresa na maioria dos casos. A sua execução do ‘óbvio’ é que funciona perfeitamente”(2)

    Concordo totalmente e acho que esta é a melhor definição que já vi sobre a série.
    Burn Notice não pretende e nunca pretendeu inovar ou ser um fenômeno, a intenção muito nítida de seus realizadores era entregar um bom entretenimento.E conseguiram.

  9. Mariana

    Medium é muito boa, gostaria tanto que tivesse comentários sobre os episódios dela aqui…
    Quero ver Medium dando muita audiência na CBS

  10. Rafa Bauer

    Adorei o final de temporada de Medium, mas achei a 4ª temporada a melhor de todas, em que foram abordados mais aspectos morais. Nesta 5ª temporada apenas tivemos episódios “normais” (o que é excelente: o que é normal em Medium é acima da média em comparação com o que se vê por aí).

    A grande questão é quando a série volta… eu acho que em setembro, pra dobradinha com Ghost whisperer… tomara…

  11. Lucas Oforte

    Sobre Burn Notice
    Algum canal passou a 2a temporada ? Assistia no FX e parou derepente….
    Obrigado

  12. Bruno

    Nos tempos da CIA???
    Dãããã. Michael trabalhava pra um “subsidiária” da NSA.

  13. Pingback: Destaques da sexta-feira, 8/1/2010 » TeleSéries

  14. Pingback: Melhor da TV | Séries da TV Paga: Destaques da sexta-feira, 8/1/2010

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account