Log In

Notícias

A Justiceira, com Malu Mader, finalmente em DVD

Pin it

DVD de A JusticeiraUm dos clássicos da teledramaturgia nacional, a série policial A Justiceira finalmente está disponível em DVD. O box, com três discos, traz os 12 episódios exibidos em 1997.

Criada por Antônio Calmon, Doc Comparato, Aguinaldo Silva e Daniel Filho, A Justiceira foi uma das primeiras tentativas da TV brasileira emular uma série policial norte-americana. Esforços não foram popupados. Filmada em película, a produção importou técnicos e dublês de Hollywood. Além disso, os episódios foram finalizados em Nova Iorque, utilizando modernas técnicas de som para a época.

Daniel Filho, que também atuou na série, nunca escondeu o desejo de reproduzir atrações estrangeiras. Em seu livro O Circo Eletrônico, ele conta como foi:

A Justiceira era um seriado oportuno, mas nada mais do que uma imitação de similares americanos. Na verdade, eu queria ver se nós já sabíamos fazer um bom policial. Usando o processo de decupagem de ferro, storyboard, profissionais estrangeiros de efeitos especiais e dublês de ação, acredito que tenhamos conseguido executar cenas bastante parecidas com os policiais que as pessoas estavam acostumadas a ver na televisão, usando quase os mesmos truques. Foi um papel carbono, muito divertido!

Em A Justiceira, Malu Mader era Diana Maciek, uma policial que abandona a carreira após matar acidentalmente seu parceiro. Cinco anos depois, ela volta à ativa em um grupo secreto de combate ao crime. O objetivo é resgatar seu filho Pedro, entregue a traficantes pelo ex-marido viciado em drogas.

No elenco de A Justiceira também estavam Nívea Maria, Leonardo Bricio, Anselmo Vasconcelos, Lui Mendes e Danielle Winits. A série teve diversas participações especiais: Francisco Cuoco, Edson Celulari, Ângelo Antonio, Reginaldo Faria, Antônio Calloni, Débora Duarte, Felipe Camargo, Nelson Dantas, José Wilker, Elizabeth Savala, Marcelo Serrado, Carolina Ferraz e Déborah Evelyn.

Criticada por parte da imprensa, que considerou A Justiceira extremamente violenta, a série teve ótima audiência. Mesmo assim, planejada para ter 32 episódios, a primeira e única temporada teve apenas 12 capítulos. A atração foi encerrada em razão da gravidez acidental de Malu Mader, que na época esperava seu segundo filho.

Em uma época de 9mm: São Paulo, de A Lei e o Crime e de Força-Tarefa, vale a pena revisitar A Justiceira.

Texto publicado originalmente no weblog Poltrona.

No Shopping UOL você enconrta o DVD de A Justiceira e o livro O Circo Eletronico – Fazendo TV no Brasil, de Daniel Filho.

Séries citadas:

24 Comments

  1. Marcos Almeida

    Putz, eu gostava demais dessa seriado. Saia do colégio correndo pra assistir a Malu nas noites de quarta. Bons tempos! hehehe

  2. Fernando dos Santos

    Eu agora fico torcendo pra lançarem os “classicos” seriados policiais Pista Dupla da CNT e Turma do Gueto da Record.

  3. Pedro Paulo

    # André – 31/05/2009

    HAHAHAHA, só se for o clássico do trash

    Tava demorando aparecer o primeiro imbecil preconceituoso.

  4. Marcelos

    Sério, ô coisa chata ficar imitando seriado americano. O trailler é medonho. Não dá pra assistir algo que você fica, inconscientemente, comparando com o tempo todo com as produções americanas. Para mim não rola.

  5. Roosevelt Barros

    Eu gostava muito da justiceira e acho que agora eles deveriam (já que está na moda) fazer um remake da série com a própria Malu Mader passando o bastão para alguém (ah, vai! Não seria tão ridiculo assim).

  6. Marcos Almeida

    Ahh, Marcelo…julgar um seriado/filme pelo trailler é o mesmo que julgar um livro pela capa!
    Eu achava o seriado divertido.

  7. Regina Monteiro

    Gostava muito de A Justiceira, achei um apena terem acabado com a série. E, podem rir, também curtia muito Plantão de Polícia.

  8. Rossana

    Fala sério! Essa série era muito boa!!! Eu não perdi um episódio e vai ser muito bom ver novamente!

    Tinha outra que eu via, com Lúcia Veríssimo, tinha algo a ver com uma delegacia de mulheres. Alguém lembra o nome?

  9. Fernando dos Santos

    “Tinha outra que eu via, com Lúcia Veríssimo, tinha algo a ver com uma delegacia de mulheres. Alguém lembra o nome?”

    Rossana,
    o título era Delegacia de Mulheres e passava na Globo.

  10. joão paulo pereira de arruda

    se bem para falar a verdade, eu não gosto muito de ver mulheres batendo em homems não, mas para malu mader bem que é uma exceção, ela da umas porradas muito boas, nos marmanjões e eu acho, que deveriam gravar a justiceira outra vêz,alias deveriam dar o papel para outras atrizes,como por exemplo a juliana silveira.

  11. CRISTIANE REGINA DE MORAIS FRIGERIO

    muito,muito,legal malu mader é uma grande atriz…..adoro ela,COM CERTEZA VOU COMPRAR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account