Log In

Opinião

A guerra dos talk shows brasileiros

Pin it

Danilo Gentili deixou bem claro em todas as entrevistas que deu sobre a sua saída da Band que, o principal motivo era sua insatisfação diante de imposição e censura da emissora. Disse estar infeliz criativamente e que não tinha o espaço que lhe fora prometido. Deixou, então, para trás o programa que idealizou, com uma audiência bastante considerável para os padrões da Band, e foi para o SBT como a promessa de um humor irreverente, com a bênção de Silvio Santos para falar o que quisesse, e como a aposta para vencer o Programa do Jô, da Globo.

Pouco mais de um mês depois da estreia do The Noite com Danilo Gentili no SBT, é seguro dizer que, dado a resposta da audiência, o comediante se sente confortável com a decisão que tomou. Mas esses números devem ser analisados com cautela. Eles não refletem, necessariamente, a qualidade da nova empreitada.

Para a sua estreia, o programa trouxe como convidado o Fábio Porchat, um dos comediantes mais requisitados de 2013, o que resultou num aumento de 50% da audiência. Durante o restante do primeiro mês o programa aumentou em 30% a audiência no horário em que é exibido, superando o concorrente Jô Soares em sete das 13 vezes que os dois programas foram ao ar no mesmo horário e se consolidando como o talk show mais visto do Brasil”.

Para boa parte da imprensa, este número é o sinal de sucesso do novo programa. Evidentemente, um fracasso ele não o é. Contudo, há de se considerar que: a) O SBT é uma emissora com maior audiência que a Band, logo, os números do The Noite seriam superiores aos números alcançados com o Agora é Tarde e b) O que Danilo faz no SBT é diferente de tudo o que o canal apresenta, com uma qualidade muito superior, de modo que o telespectador fiel do canal foi logo conquistado.

O que o “boom” da primeira semana fez foi criar uma expectativa quanto ao embate entre Gentili e Jô Soares. Nesse último ponto, no embate dos talk shows, saiu vitorioso o novato. Quem ficou genuinamente surpreso com isso, provavelmente não conhecia o trabalho do Danilo Gentili. Por outro lado, ninguém até então se dispôs a vencer o programa patriarcal, e muito, conservador do concorrente. Ele foi lá e fez. Não é assim uma ideia tão absurda vencer Jô Soares.

Mas e o The Noite? O que o comediante queria fazer e não tinha espaço para realizar na antiga casa?

Para o telespectador que acompanhava o Agora é Tarde sob a apresentação de Gentili, a diferença está essencialmente no humor, e falaremos disso mais adiante. Há de se falar primeiro que, talvez, a insatisfação do apresentador estivesse mais nos bastidores, e isso nem chegava a transparecer no programa, de forma que não há nada tão irreverente acontecendo no The Noite que não acontecia no Agora é Tarde.

A mudança visceral consiste no humor pastelão que o The Noite imprime. No quadro The Leite Show o apresentador entrevista crianças sobre diversos assuntos. Das 10 ideias inteligentes que Danilo e sua equipe tiveram, essa era aquela ruim, mas que alguém comprou e levou adiante. Outro quadro que beira o ridículo é o “mini Léo Lins”, um anão que teoricamente parece com o Leo Lins e aparece pra fazer comentários pequenos (e essa é a piada), mas não tem absolutamente graça.

O Cyberbullying é um quadro do Murilo Couto e do Leo Lins que comentam vídeos da internet, mas nada mais é do que uma Rodada da Noite, outro quadro do programa, que por sua vez é uma nova versão da antiga Mesa Vermelha. A diferença é que na Rodada da Noite, Danilo traz assuntos, e no Cyberbullying, Murilo e Léo trazem um vídeo.

Outro grande erro é fazer um quadro diferente por dia, picotando o programa. Não cria um vínculo com o telespectador, que pode muito bem só ver o dia que ele sabe que terá o quadro de que gosta. No cenário, a iluminação é o principal problema. Agora, você não consegue enxergar a plateia, nem mesmo a banda Ultraje a Rigor, e muitas vezes o próprio foco no apresentador e no convidado está escuro.

Uma mudança sutil, mas visível para quem via o Agora é Tarde, é que agora Gentili não se comporta como dono de um programa, mas como parte de um elenco. E em função disso o programa se resume a este elenco, de homens (e a Juliana), se comportando como crianças e fazendo piadas bobas e infantis. Em outras palavras, The Noite se tornou reflexo do que é realmente o SBT: um canal aberto com programas que subestimam a inteligência do telespectador. O “talk” e o “show” ficaram bestas, e o que o apresentador tinha de inteligente e educado na forma de conduzir uma entrevista (sem perder a piada), se transformou numa oportunidade para uma criança que esperou bastante tempo, fazer uma piada, que nem é assim tão engraçada.

Roberta Miranda, por exemplo, comemorando 25 anos de carreira, foi ao programa, e do papo de pouco mais de 20 minutos, o que ficou para o telespectador foi quando ela colocou dentro da calça uma banana, para reproduzir o órgão genital masculino e tirar um “selfie” com Danilo e Murilo Couto. Engraçado? Isso é relativo. Mas a entrevista não pode se resumir a essa piada.

David Brazil, foi outro convidado do programa. Ali, todas as perguntas do apresentador eram relacionadas a gaguice do convidado e, quando não era, o assunto voltava a isso. Não quero crer que ele foi convidado só porque é gago, não é verdade? Mas o ponto alto dessa entrevista foi quando o apresentador perguntou: “como você sabe que não gosta de mulher se nunca provou?!”. Essa pergunta dispensa comentários, não é mesmo?

Parece que Danilo Gentili deixou a graça e o talento na Band.

Agora é Tarde

Já o Agora é Tarde sofreu algumas alterações com a saída de seu mentor, mas sobrevive. Rafinha Bastos assumiu, e dizem as más línguas, está se controlando para não fazer piadas que lhe provoquem uma nova demissão.

A impressão que tenho é a mesma com relação ao Gentili: enquanto o SBT parece ter “abobalhado”, na falta de uma palavra melhor, seu novo contratado, a Band restringiu Rafinha Bastos naquilo que ele é melhor. O Rafinha Bastos que conhecemos não é aquele à frente do Agora é Tarde.

Mas isso tem uma simples explicação: aquele programa não é dele. Aquela equipe não é a dele.

Ele mesmo fez piada com o fato de estar “tapando buraco”. Mas ainda assim, não são estas piadas que a gente sabe que o Rafinha gosta e sabe fazer.

No entanto, ele soube conduzir uma entrevista engraçada e inteligente com o Jair Bolsanaro. O que Gentili não conseguiu fazer com Silas Malafaia no The Noite, só pra manter a comparação entre duas figuras bastantes polêmicas.

Eu diria que entre os dois sim, há uma real concorrência pela audiência, porque compartilham do mesmo público. Gentili sofre o mal da imbecilidade na nova casa, já Rafinha procura a linha tênue entre não ser demitido e manter-se verdadeiro ao seu humor.

De tudo isso, fica a decepção sobre o novo programa do Gentili. Esperava muito mais. Pra quem se dizia limitado, criei uma expectativa com o que ele gostaria de fazer porque acredito que talento não lhe falta. Até agora não há nada ali de irreverente ou que valha realmente a menção. Prefiro, então, permanecer no Agora é Tarde com o Rafinha Bastos. Mas a verdade é que nenhum dos dois comediantes apresenta, no momento, o seu melhor trabalho.

Séries citadas:

Bacharel em Direito e servidora pública. Já chegou a ver mais de 30 séries, mas hoje prefere ter vida social. Atualmente acompanha Arrow, The Good Wife, The Voice e Scandal.

65 Comments

  1. Janaína Dias

    Essa Lara tem alguma coisa contra o Gentilli só pode. Concordo com você Paulo Novaes se está liderando a audiência é porque algo está dando certo diferente do Agora é Tarde. Mas vamos ver se continuará assim já que o formato do The Noite é uma novidade.

  2. Gleison Rodrigues

    Afinal de Contas, uma opinião mesmo sendo ruim continua sendo uma opinião não é?! kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  3. Tiago

    Ah vai se ferra!!! O The Noite é o melhor programa dos ultimos anos da tv brasileira…Vc que esta sendo ignorante em não entender o humor do programa!!! Se é tão bom pq não tenta fazer um talk melhor?

  4. Tiago

    Pelo amor de Deus quanta baboseira escrita!!!Ridícula sua opinião,mais como é sua deveria guardar para vc que seria bem melhor…

  5. Tiago

    Cara se não gosta não assiste infeliz!!! Vc que deve ser bem engraçado para fazer comedia né idiota?

  6. tiago

    Ah vc é uma imbecil ignorante!!!Vai assistir seriados americanos que vc ganha mais….Depois se diz bacharel…Grande merda vai TMNC

  7. CARA

    o que o Paulo falou de tao errado assim cara? Talvez vc nem leu o que ele comentou e falou abobrinha agora, vai lavar tua mente de merda

  8. CARA

    Eu achava o Danilo mais engraçado quando ele comandava o agora é Tarde, me agradava ele e o Mansfield trocando piadass e a banda tbm, agora ficou meio sem graça, adorava o quadro mesa vermelha, dava muitas risadas, agora ate que o Rafinha comanda legal o Agora é tarde, continuo sendo adepto da band

  9. luan

    esse toque brasileiro quer dizer que brasileiro e bobo pq isso foi o grande toque brasileiro deixar o pograma mais bobinho

  10. Pingback: O maior espetáculo para o homem ainda é o próprio homem | Argumento Cultural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account