Log In

15 Razões

15 razões pelas quais ‘Happy Endings’ deveria ter sido salva pelo USA

Pin it

A audiência na TV norte-americana é um mistério. Enquanto algumas séries que estão longe da excelência conseguem números astronômicos, outras, reconhecidamente incríveis, mal são vistas. E com isso, o cancelamento é inevitável. Este foi o caso de duas comédias geniais da ABC este ano, Happy Endings e Don’t Trust the B—- in Apartment 23.

Ainda durante sua exibição, os fãs de Happy Endings já sabiam o que aguardava a série: o cancelamento era inevitável. Mas uma luz parecia ter surgido no fim do túnel. O canal USA demonstrou interesse em salvar a série, assim como o TBS fez com Cougar Town no ano passado. No entanto, no fim das contas, o USA resolveu não resgatá-la. Pensando nisso, a coluna desta semana aponta as 15 razões pelas quais o USA deveria ter salvado Happy Endings.

1 – O elenco reunido

É claro que poderemos rever todos eles em outras séries, mas o legal de Happy Endings era ver esse grupo de atores talentosos e hilários trabalhando juntos. Todos conseguiam se destacar sem ofuscar ou atrapalhar o trabalho do outro, pura química. Quem não gostaria de ser amigo deles?

2 – Brad e Jane

Sério, não existe casal mais completo e incrível. Apaixonados e loucos no mesmo nível, Brad e Jane nos mostram que um casamento não precisa ser chato e clichê. O que vai ser de nós sem essa dupla?

3 – Max

A televisão está cheia de estereótipos e personagens gays são algumas das maiores vítimas, sempre retratados de acordo com aquele perfil arrumadinho, ligado à moda, à aparência e às tendências, às vezes meio hipster, às vezes afetadíssimo, mas Max está longe de tudo isso. O personagem é desleixado, preguiçoso, um perdedor total, que evita ter um emprego a todo custo e prefere passar o dia deitado na cama comendo a qualquer outra coisa. Ah, e além disso tudo, Max ainda é extremamente engraçado. Mas isso não é novidade vindo de Happy Endings.

4 – AM-AH-ZING

Todos os personagens adoram fazer abreviações com palavras e criar novas pronúncias. Totes (totally), abbrevs (abbreviations), sooks (sucks), obvs (obviously), relayshe (relationship) e a mais famosa: AMAH-ZING!

 

5 – Penny

Muitas das abreviações citadas acima são obras dela. Além disso, Penny tem as melhores tiradas e não tem medo de ser a mais romântica do grupo, apesar de só se dar mal com isso. Irresistível também é Penny dançando. Ela tem as melhores coreografias. Sem contar que ela fala italiano quando fica bêbada. E ela citando No Scrubs, das TLC? Como viver em um mundo sem Penny Hartz?

6 – Roteiro

Os roteiristas de Happy Endings faziam um trabalho espetacular ao criar roteiros que realmente contavam histórias ao mesmo tempo em que faziam o mais importante: humor de qualidade. A série deve ter uma das maiores médias de piada por minuto da TV norte-americana. Sem contar os diálogos tão rápidos e no ponto que soavam naturais como uma conversa de bar entre amigos. Claro que aquelas páginas nada seriam sem o nosso item número um desta lista: o elenco impecável que dava vida a aqueles personagens.

 

7 – Referências a cultura pop

Além do roteiro incrível toda semana, os escritores sabiam como ninguém utilizar referências à cultura pop atual. O episódio em que Dave fez o permanente e falam que ele está parecendo Keri Russell depois de destruir Felicity, além de tantas outras referências a The Wire, 24 Horas e até Friends, série com a qual sempre era comparada. Que outra série consegue ser tão referencial sem soar gratuito?

“It could be just like The Butterfly Effect. That one little movie led to Ashton Kutcher doing a lot of bad movies”

 

8 – Dave e Penny

Uma das coisas que poderia acontecer na próxima temporada era a aproximação de Dave e Penny. Depois de um pequeno relance de envolvimento na segunda temporada, os dois teriam a quarta temporada para resolver aquela questão que ficou inacabada, já que Dave finalmente colocou um ponto final na situação com Alex.

 

9 – Alex

Não existe personagem tão adorável e burra como Alex. Ah, e apaixonada por costelinha. Ao contrário dos outros personagens, Alex foi sendo moldada com o passar dos episódios até que ganhou todo mundo com sua falta de noção e comentários estúpidos. Mas ela também tinha seus momentos de inteligência pura, vide o episódio The Marry Prankster. “I’m not as dumb as I am” em uma cena que mais uma vez usa e abusa, da melhor forma possível, das referências, parodiando Os Suspeitos.

10 – As ótimas participações especiais

Durante suas três temporadas, Happy Endings teve uma série de participações especiais excelentes, como Fred Savage, Busy Philipps, Colin Hanks e James Wolk. Além disso, não dá para não desejar ver mais uma vez Megan Mullally (a eterna Karen, de Will & Grace), como a mãe de Penny.

 

11 – A batalha entre Max e seu ex-roommate

Chase (Mark-Paul Gosselaar) teve sua vida destruída ao morar com Max e prometeu vingança. Apesar de diversas tentativas, nenhuma delas deu certo, afinal, Max é o que ele mesmo descreve como alguém “unsabotagable” (algo como insabotável), mas ele prometeu não desistir e quando Max menos esperasse, ele estaria por lá. Pena que nunca veremos isso acontecer.

12 – As fantasias de halloween

Penny e Max como mãe e filho, Alex de Marilyn Monroe, Dave de Austin Powers, Jane de Bacon e todo mundo de Jackson 5 (e LaToya). Com fantasias tão incríveis fica a curiosidade: qual seriam as deste ano?

13 – Mandonna e Boyz II Menorah

Uma banda apenas com homens fazendo cover da Madonna e uma dupla para animar bar mitzvah. Ideias geniais que só poderiam ter saído da mente de Max, apoiado, claro, por Brad, que nas duas situações é simplesmente sensacional. Já pode implorar por uma turnê de reunião da Mandonna?

 

 

14 – Derrick

O coadjuvante mais engraçado de Happy Endings. Sua primeira participação na série, no episódio The Quicksand Girlfriend, foi um dos momentos mais engraçados que já vi. Acho que há muito tempo eu não ria tanto com um personagem e seu nível de humor se manteve em todas as suas aparições. Já era praticamente um sétimo amigo, para mim. D-R-A-M-A.

 

15 – Happy Endings também é cultura

Que outra série nos ensinou tanto sobre como ser hipster? Apenas por essa cena Happy Endings merecia ser renovada eternamente!!!

Séries citadas:

Jornalista apaixonado por cinema, música e televisão. Buffy the Vampire Slayer foi o primeiro grande vício, mas antes já acompanhava Friends e Barrados no Baile. Ama Desperate Housewives, True Blood, Community, Game of Thrones, Glee, Happy Endings, Revenge, Shameless e The Good Wife, entre tantas outras. Não resiste a uma comédia, mas também não dispensa um bom drama.

Website: http://behindthescenes-takes.blogspot.com.br/

6 Comments

  1. Thiago FLS

    Eu também vou sentir muita saudade de Happy Endings por todos os motivos muito bem listados nesse texto. Até mesmo as coisas que eu não curtia no começo, como Dave e Alex, acabaram funcionando muito bem e se transformando em pontos fortes da série.

    A ABC, depois de ter queimado três ótimas comédias (Cougar Town, Happy Endings e Don’t Trust the Bitch in Apartment 23), já deveria ter aprendido que nenhuma série, por melhor que seja, vai conseguir reter tanto a audiência do “lead-in” Modern Family quanto o canal gostaria. E o pior é que Suburgatory, que mal conseguiu uma renovação com encomenda de episódios reduzida e cortes no elenco fixo, parece estar indo pelo mesmo caminho.

  2. Amanda LQ

    Eu vi o artigo por acaso e achei simplesmente… AH-MAH-ZING!!! Poxa vou sentir tanta falta de Happy Endings. O mundo com certeza é mais chato sem aqueles 6. E eu queria que a Penny tivesse casado com o Pete. :'(

  3. Rafael Figueiredo

    É uma pena essa série ter sido cancelada, esse idiotas poderiam ter salvado ela, mas não… E pelos conteúdos novos, engraçados, se as outras temporadas tivessem sido rodadas, muitos prêmios viriam, inclusive em 2013, Elisha Cuthbert, Casey Wilson e Eliza Coupe, estiveram na lista das atrizes que poderiam ser nomeada ao Emmy de Melhor Atriz coadjuvante, além do Adam Pally de Melhor Ator coadjuvante.

  4. Pingback: Dia do Amigo – 1bomfilme

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account